alexametrics
21.06.2011 | 12h47


CIDADES

Servidores param dia 28 e querem reajuste médio de 90%

MAYARA MICHELS    10h14
DA REDAÇÃO

Servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) irão paralisar os trabalhos em todo o estado nos próximos dias 28, 29 e 30. Segundo o Sindicato dos Servidores (Sinetran), a paralisação é por aumento salarial, "congelado" desde 2008. "O Detran é um órgão onde circula muito dinheiro e os funcionários de lá são os que menos ganham no estado", revelou a presidente do sindicato Maria Auxiliadora Santiago Ude.

Segundo Auxiliadora, são 676 servidores de carreira em todo o estado e a paralisação foi votada em assembleia e na manhã desta terça-feira (21), cerca de 100 servidores estão na Assembleia Legislativa para tentar uma reunião com o presidente José Riva (PP), para que o mesmo abra as portas do governo para negociar a restruturação. Os servidores tinham como "padrinho" o deputado Mauro Savi (PR), mas por falta de atuação do parlamentar para ajudar a categoria, os servidores "apelaram" para Riva, tido como a maior liderança política do estado atualmente.

"Se o governo não der uma contra proposta para os servidores até o dia 30, a paralisação emendará com uma greve por tempo indeterminado" afirma o Sinetran. O prejuízo nesses três dias de paralização em todo o estado pode atingir 15 mil pessoas que necessitam de emissão e regularização de documentos de veículos.

A proposta encaminhada para o governador é de restruturação salarial de 57% no salário de servidores do nível técnico, 131% no salário de servidores do nível médio e 96% no salário dos auxiliares. "Esperamos pelo menos uma contra proposta do governo porque esse silêncio é que nos incomoda. Ele reestruturou o salário de outras categorias e porque a nossa não?", indagou a presidente.

Para o presidente do Detran, Teodoro Moreira Lopes (Doía), o prejuízo será muito grande caso ocorra a paralisação e a greve. Ele informou que já agendou uma reunião com o secretário de Estado de Administração, Cesar Zillo, para esta quarta-feira (22). "Vou fazer de tudo para que não ocorra a paralisação, o problema é que os servidores estão ansiosos e querem uma resposta rápida", afirmou Doía.

O Detran arrecada por ano cerca de R$ 150 milhões com taxas e com licenciamento de veículos. Apesar de muito se falar no IPVA, o imposto não é de competência da autarquia. Os cerca de R$ 200 milhões arrecadados por ano vão direto para a conta da Secretaria de Fazenda  (Sefaz). Apesar disso, o Detran só perde em arreadação para a própria Sefaz e a Secretaria de Infraestrutura (Sinfra), que só com o Fethab arrecada mais de R$ 400 milhões por ano.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime