alexametrics
15.08.2011 | 13h25


CIDADES

Servidores do IFMT cruzam os braços a partir desta segunda-feira

FERNANDA LEITE 9h05
DA REDAÇÃO

Os servidores do Instituto Federal de Educação de Mato Grosso (IFMT), antiga Escola Técnica Federal, entram em greve a partir desta segunda-feira (15) por tempo indeterminado. De acordo com a presidente do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (SINASEFE), Alenir Ferreira da Silva, diversos campi no estado já aprovaram o indicativo de greve como em Cáceres, Confresa, Rondonópolis, Barra do Garças, São Vicente, Cuiabá, Campo Novo do Parecis, Pontes e Lacerda.

Em alguns deles, os serviços já estavam paralisados desde a última semana quando foi aprovado em assembleia um prazo legal de 72 horas. Mato Grosso conta atualmente com 11 campi.

Os servidores da educação federal, pedem restruturação salarial de 14%66 para este ano além do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) para dos docentes e técnicos de administração. As informações são de que os salários estão "congelados" há 10 anos.

O SINASEFE explicou que, no governo Lula, ficou acertado através de uma tabela que anualmente haveria um reajuste, porém, com a troca de governo, não houve a restruturação, acabando assim com a tabela.

Por meio de nota, a Reitoria do IFMT informou que não tem, nem poderia ter qualquer poder de decisão sobre a pauta de reivindicações, pois as negociações são feitas diretamente com o Ministério da Educação e ao Ministério do Planejamento.


A Reitoria acatará a decisão das seções sindicais do Sinasefe no IFMT (Cáceres, São Vicente e Cuiabá) e tomará as providências possíveis no sentido minimizar os prejuízos aos alunos e garantir o ano letivo.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime