alexametrics
29.09.2011 | 17h12


CIDADES

Saúde registra 30 casos de toxoplasmose em sete dias em Cuiabá

MAYARA MICHELS 12h30 atualizada às 15h50
DA REDAÇÃO  

Um surto de toxoplasmose está assustando as autoridades de saúde de Cuiabá. Segundo a Secretaria de Saúde, em sete dias, 30 pessoas passaram mal e através de exames constataram que estão infeccionadas com a doença. A maior ocorrência está em homens, de 20 a 25 anos.

Segundo o secretário adjunto de Assistência da SMS, Euze Carvalho, as suspeitas são de que essas pessoas tenham adquirido a doença através da água e de alimentos contaminados, com o protozoário. "Precisamos que todos se cuidem, principalmente as mulheres gestantes. A Secretaria está atenta com a situação e dispõe de todos os antibióticos para tratar a doença", afirmou.

Os portadores da doença residem em vários bairros da cidade. Quinze dos contaminados, são frequentadores da mesma igreja. Cinco são colegas, que alegaram ter consumido o açaí, dias antes de passarem mal. Os outros casos são distintos onde a vigilância foi informada por médicos de hospitais particulares.

A Secretaria afirmou ainda que cada paciente está sendo avaliado e fazendo exames, para saber por onde foi a contaminação. Após a conclusão dos laudos, a Secretaria irá tornar público os resultados. "Até o momento não temos a certeza de nada, apenas suspeitamos. Não podemos julgar nada, para não cometer injustiça, mas assim que tivermos provas nas mãos iremos compartilhar com a sociedade", afirmou o médico.

Medidas de controle

*Evitar o consumo de carnes cruas e/ou mal passadas;
* Consumir água de procedência segura;
* Eliminar fezes de gatos em lixo seguro;
* Proteger as areias de parques e construção para evitar o uso pelos gatos;
* Lavar as mãos após manipular carne crua ou terra/areia;
* Mulheres grávidas devem evitar o contato com fezes de gatos e adotar as demais medidas relacionadas

A doença

A Toxoplasmose é uma zoonose cosmopolita causada pelo protozoário Toxoplasma gondii, podendo apresentar-se de forma assintomática ou evoluir para manifestações sistêmicas graves. A soroprevalência pode alcançar 90% em algumas regiões do país. Estima-se que de 70 a 95% da população estão infectados.

A transmissão se dá por:

* ingestão de oocistos provenientes do solo, água, alimentos, areias, latas de lixo contaminados com fezes de gatos infectados;
* ingestão de carne crua e ou mal cozida contendo cistos, especialmente as carnes de porco e carneiro;
* infecção transplacentária, ocorrendo em 40% dos fetos de mães que adquiriram a doença durante a gravidez.

A Secretaria afirma ainda que não há transmissao de pessoa a pessoa, exceto a forma intra-uterina.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime