alexametrics
09.05.2011 | 12h35


CIDADES

Saúde divulga "pacote" de obras; Galindo admite apenas piso inferior

DA REDAÇÃO 13h04

A secretaria de Saúde divulgou em nota que em função de problemas estruturais na área de Urgência e Emergência, o Pronto Socorro de Cuiabá procedeu reformas, entre elas no Acolhimento da Unidade. Dando a entender que a sala de emergência também passa por obras. Informação que contradiz com a fala do próprio prefeito, que disse que a "única" reforma na unidade até momento é a "área verde" (piso inferior) e que será entrega na terça-feira (10). "Vamos entregar a reforma do piso inferior do PS na próxima semana", afirmou Galindo.

Segundo informações, as reformas acontecem somente no piso inferior, onde serão atendidos casos de urgência, pacientes sem risco de morte imediato. Não existindo sequer nenhuma outra obra na unidade como divulgado em nota. A emergência que está localizada na sala vermelha, não passa por reforma, pelo contrário, faz parte da reforma anterior, do piso superior, feita no ano passado, que atualmente está "desabando".

Outro fato é que o acolhimento, que de acordo com nota passa por reforma, é feito na entrada do Pronto Socorro.Quando o paciente chega é abordado para saber qual a gravidade da doença, posteriormente é encaminhado ou para policlínica ou para a classificação de risco da unidade.Então não existe a possibilidade de ser reformado, pois o acolhimento é composto por um enfermeiro por período. Além da nota afirmar que é precário o atendimento aos pacientes críticos.

Essa nota mostra o quanto o secretário de Saúde Antônio Pires está fora de "sintonia" com o prefeito Chico Galindo. Pois o gestor esteve em rede nacional, divulgando a entrega da parte inferior do PS.

Nota Oficial: Pronto Socorro de Cuiabá

A Secretaria Municipal de Saúde -SMS, e a Prefeitura Municipal de Cuiabá, em função de problemas estruturais na área de Urgência e Emergência no Hospital Pronto Socorro Municipal de Cuiabá, procedeu a reformas nas áreas de Observação e Acolhimento da Unidade, e está contemplando estas intervenções com a entrega à população da Área Verde e Azul, todas essas componentes das áreas de atendimento de Urgência e Emergência na próxima semana.

A despeito das dificuldades de execução das reformas estruturais de outras áreas de atenção a pacientes críticos, tem sido veiculadas informações originarias de categorias profissionais dando conta das insuficiências existentes nos serviços de atenção a pacientes críticos Pediátricos e Neonatal. Em consequência cumpro informar:

1- Os projetos de reformas dessas Unidades estão concluídos, e encontram-se em fase de licitação e execução:

- -A SMS procedeu na contratação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal junto à rede privada de saúde;

3- - A SMS determinou a transferência dos pacientes dessas Unidades para Hospitais recém-contratados no prazo de 72 horas;

4- -A SMS determinou a interdição das referidas Unidades imediatamente após sua desocupação;

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime