23.09.2011 | 18h29


CIDADES

Retirada dos ambulantes das vias públicas da Capital começa dia 27

DA REDAÇÃO     17h20

Começa na próxima terça-feira (27) a retirada dos vendedores ambulantes que atuam nas praças e espaços públicos da Capital. Trata-se do cumprimento de decisão judicial movido pela Prefeitura de Cuiabá. A ação pública partiu do promotor do Meio Ambiente, Gerson Barbosa, do Ministério Público Estadual (MPE), que requereu liminar, acatada pelo juiz José Zuquim Nogueira, da Vara Especializada do Meio Ambiente. Foi dado um prazo de 10 dias para o município cumprir a liminar. A Prefeitura de Cuiabá foi notificada no dia 16 de setembro.

Mesmo em negociação com o MPE para que os ambulantes possam permanecer em alguns locais pré-determinados, o município é obrigado a cumprir a liminar, decorrido o prazo. Na reunião com os representantes da categoria durante a semana, o secretário adjunto de Meio Ambiente, Anildo Aparecido de Arruda, pediu que os vendedores não compareçam nas praças e logradouros na terça-feira, já que a liminar determina que todo material e mercadoria que eles possam portar devem ser recolhidas. "Queremos que tudo ocorra com a maior tranquilidade, sem confronto. Queremos evitar problemas", declarou Anildo.

A ação será desenvolvida de terça a sexta-feira (26 a 30), a partir das 06 horas, em parceria com a Polícia Militar, que irá disponibilizar 100 homens, que estarão em vários pontos da área central de Cuiabá, atuando junto com os fiscais da SMAAF. A Secretaria irá disponibilizar 80 fiscais, que durante a semana atuarão somente nesta ação, divididos em dois turnos.

Também serão utilizados quatro caminhões, uma caminhonete e uma pá-carregadeira. "Toda a mercadoria que for recolhida não ficará com o município, será imediatamente entregue a Polícia Civil, que já está preparando um local para receber as apreensões", explicou Anildo aos ambulantes. "Pedimos, mais uma vez, aos vendedores que não se dirijam aos locais onde costumam trabalhar na próxima terça. Todos já sabem que a Justiça os proibiu de permanecerem nos logradouros públicos e que a partir de terça será feita a retirada de quem estiver nestes locais", alerta o secretário adjunto.

NOVO ENDEREÇO

Em negociações com a Prefeitura, os ambulantes passam a ocupar provisoriamente a Rua Antônio Maria, a partir do Palácio da Instrução até o entroncamento com a Travessa João Dias, a Travessa Avelino Siqueira entre as ruas Antônio João e 13 de junho, e a Travessa Coronel Poupino (Beco), atrás do "Ganha Tempo". Foram cadastrados, para permanecer nos espaços, 175 ambulantes. O número foi decidido considerando o cadastro anterior que consta na Prefeitura de Cuiabá, do ano de 2010.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO