alexametrics
21.09.2011 | 09h29


CIDADES

Protesto de médicos hoje não atinge Unimed e MT Saúde

MAYARA MICHELS    9h50
DA REDAÇÃO

Os médicos credenciados aos planos de saúde se mobilizam para suspender o atendimento no dia 21 de setembro, em Mato Grosso e em todo o país. O motivo, segundo a categoria, é que operadoras se recusaram a negociar a revisão dos honorários. O atendimento pelo SUS, Unimed e MT Saúde permanecem normais. Os Planos sob protesto em MT são: Cassi, Assefaz, Ascemat, Embratel, Facintra, Petrobrás, Eletronorte, Caixa e Sambemat. A Unimed Cuiabá informou que os honorários dos médicos cooperados foram reajustados em abril.

O movimento quer chamar a atenção da sociedade para os excessos praticados pelas empresas que penalizam os profissionais e, indiretamente, os pacientes. A categoria está insatisfeita com os honorários e interferências das empresas na autonomia dos profissionais.

Em Mato Grosso a categoria pede que as consultas tenham um piso mínimo de R$ 60. Os valores das consultas pagos pelos planos são entre R$ 40 e R$ 52.

"O nosso movimento já é vitorioso, pois tem conseguido rearticular as entidades médicas de todo o país em torno do objetivo comum dos médicos. Dentre eles, a nossa relação com os planos de saúde e a busca do atendimento ético aos nossos pacientes", pontuou o vice-presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Aloísio Tibiriçá.

Segundo o Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso, os médicos exigem das operadoras a revisão dos valores pagos por consultas e outros serviços, tendo como parâmetro e refêrencia a Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM). Também cobram o fim da interferência antiética das operadoras na autonomia do profissional.

As entidades médicas nacionais promoverão amanhã (20), no Senado Federal, em Brasília, o I Fórum sobre a Regulamentação da Medicina. O objetivo das entidades é ouvir a opinião dos senadores convidados sobre o tema. A abertura do fórum contará com a presença do ministro da Saúde, Alexandre Padilha.


 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime