15.07.2011 | 10h07


CIDADES

Professores da rede pública de Várzea Grande ameaçam greve

INARA FONSECA  8h30
DA REDAÇÃO

Após um mês da suspensão da greve, os professores da rede pública de Várzea Grande entraram novamente com indicativo de greve. De acordo com a presidente da subsede do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT), Maria Aparecida Cortez, a atual secretária de Educação de Várzea Grande, Zilda Pereira Leite, não cumpriu o acordo firmado com a categoria no mês de junho.

Em junho, os trabalhadores da educação suspenderam a greve com a aprovação, pela Câmara Municipal de Várzea Grande, de um reajuste salarial de 15,85% e a criação de uma comissão com o objetivo de revisar Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS). Apesar de Zilda Pereira Leite ter firmando o compromisso com a categoria, a comissão não foi criada e o reajuste concedido foi apenas de 3%, contrariando a lei.

Na próxima terça-feira (19) a categoria se reunirá em assembleia geral, às 8h30, na na quadra de esportes da Escola Estadual Adalgisa de Barros, em Várzea Grande.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO