alexametrics
26.05.2011 | 19h55


CIDADES

Prefeitura não paga hospital e enfermeiros ficam sem salários

INARA FONSECA   17h20
DA REDAÇÃO

O presidente do Sindicato dos Profissionais de Enfermagem de Mato Grosso (Sinpen-MT), Djamir Soares, denunciou nesta tarde (26), que a Prefeitura de Cuiabá deve mais de R$ 500 mil ao Hospital e Maternidade Bom Jesus.

Segundo Djamir Soares, o Ministério da Saúde já liberou o dinheiro para Prefeitura, entretanto o repasse não foi feito. O presidente ainda alertou para apropriação imprópria do montante. "Se o dinheiro já foi liberado e a Prefeitura ainda não repassou, para onde ele foi?" questionou.

O Hospital Bom Jesus está desde março sem receber repasse da Prefeitura no valor mensal de R$ 153 mil. O dinheiro seria para cobrir as cirurgias ortopédicas realizadas na unidade. A gestora do hospital, Aparecida Donizete, confirmou a afirmação e acrescentou que, devido ao não pagamento, os profissionais da unidade também estão sem salários.

Além deste déficit, a Prefeitura também deveria quase 200 mil para o complexo hospitalar. No passado, o Hospital Bom Jesus fez um convênio com a Prefeitura, enquanto o Pronto Socorro passava por reformas. O valor do convênio firmado foi de cerca de R$ 35 mil mensais.

Djamir Soares apontou que outros hospitais conveniados ao Sistema Único de Saúde (SUS) também estariam sem o repasse. O presidente da Santa Casa, Luiz Felipe Sabóia, afirmou que a entidade não recebeu o repasse do mês de março e que o mês de abril foi pago parcialmente. "A parte ambulatorial, oncológica e de hemodiálise, não recebeu o repasse", disse.

Já o Hospital Santa Helena avisou que o repasse à unidade está em dia. Apenas o Índice de Valorização da Qualidade (IVQ), de fevereiro e março, está atrasado.

Outro lado

O diretor de hospitais da Secretaria de Saúde de Cuiabá,  Huark Douglas, admitiu ao RepórterMT que os repasses estavam atrasados, mas já teriam sido regularizados.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime