23.05.2020 | 09h00


CIDADES / RISCO DE CONTÁGIO

Prefeitura desliga iluminação de parques públicos para inibir aglomerações

População tem desrespeitado proibição e lotado os parques públicos. A medida é aplicada como forma de combate a proliferação do contágio do novo coronavírus (Covid-19).



Os equipamentos públicos utilizados para a prática esportiva e outras atividades de lazer poderão, desde sexta-feira (22), ter a sua iluminação desligada após às 18h. O ato consta na portaria nº 008/2020, publicada no Diário Oficial de Contas pela Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Lazer. A iniciativa foi adotada para coibir a aglomeração de pessoas nesses espaços coletivos. 

A portaria também normatiza o fechamento dos parques públicos municipais, quadras poliesportivas, mini estádios, ginásios de esportes e similares. Igualmente, estão proibidas a realização de todas as atividades que possam concentrar pessoas nesses locais de uso comunitário. A medida é aplicada como forma de combate a proliferação do contágio do novo coronavírus (Covid-19). 

“Estamos levando em consideração o risco de aumento do contágio, por conta do grande quantidade de pessoas que frequentam essas áreas. Sabemos que muitos tem essa rotina e gostam de fazer sua caminhada, andar de bicicleta, correr. Entretanto, neste momento, precisamos tomar os devidos cuidados para que o vírus não se espalhe ainda mais pela cidade”, argumenta o secretário Francisco Vuolo. 

O documento estabelece ainda a suspensão das atividades econômicas de locação de quadras poliesportivas, campos de futebol e congêneres, pelo prazo de 30 dias. Além disso, a Secretaria criará uma comissão, composta por servidores municipais, com o objetivo de atuar na orientação da população sobre as medidas preventivas de combate à Covid-19. 

Para o desenvolvimento dessa ação, contudo, os integrantes da comissão deverão devidamente documentados e em posse dos respectivos decretos e portarias que tratam do assunto. Igualmente, também deverão observar todas as medidas de biossegurança como uso de máscara, utilização de álcool em gel 70%, e distanciamento mínimo de 1,5m entre uma pessoa e outra. 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

Enquete

REMÉDIO POLÊMICO

Você tomaria hidroxicloroquina caso contraísse Covid-19?

Sim. O remédio está no mercado há 70 anos

Não. O remédio não tem comprovação de pesquisa para Covid

Não. Cloroquina é o remédio do Bolsonaro

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO