05.09.2011 | 21h40


CIDADES

População pode denunciar crimes na fronteira por meio de disque-denúncia

DA REDAÇÃO  20h00

Para auxiliar o combate ao tráfico de drogas, armas, contrabando e demais crimes típicos da região de fronteira, o Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron) lançou, na última sexta-feira (02.09), um disque-denúncia. Por meio do número 0800-6461402 a população dos 28 municípios da região de fronteira pode fazer a sua denúncia, contribuindo para o trabalho do Gefron nos 983 quilômetros de fronteira seca e alagada que separam Mato Grosso da Bolívia.

"A criação do disque-denúncia foi um entendimento do Gefron após uma audiência pública ocorrida em Pontes e Lacerda, de que precisava-se de alguma ferramenta prática na demanda de denúncias", explicou o comandante do Gefron, tenente-coronel PM Antônio Mário da Silva Ibanez.

O número 0800-6461402 já está disponível para a população dos 28 municípios da faixa de fronteira que poderá denunciar crimes como tráfico de entorpecentes, de armas, roubo e furto de veículo, contrabando, descaminho de bens e valores, entre outros.

Os 983 quilômetros da fronteira mato-grossense com a Bolívia têm como peculiaridade o fato de que praticamente toda sua extensão é de área rural, o que dificulta muito o trabalho de fiscalização, por isso a necessidade de operações pontuais e ferramentas de auxílio, como o disque-denúncia.

O Grupo Especial de Fronteira é uma força integrada por órgãos de segurança pública do Estado cuja missão é apoiar os órgãos federais responsáveis pela segurança na fronteira do Brasil com a Bolívia.

De janeiro a agosto deste ano, o grupamento apreendeu 101,090 quilos de droga, 94 armas foram retiradas de circulação, 1.159 munições apreendidas, R$ 112.780,00 e U$ 310.903,00 em dinheiro apreendido e 41 veículos recuperados.


 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO