27.04.2011 | 16h23


CIDADES

Páscoa rende 7,3% mais vendas que em 2010

DA REDAÇÃO   15h18

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá), registra boas notícias no atual cenário de previsão de mais inflação e tentativa de contenção do consumo do brasileiro. No comparativo com o período de Páscoa de 2010, este ano o acréscimo foi de 7,3% no número de consultas ao Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), que é um dos indicadores de vendas no varejo.

Nelson Soares, superintendente da CDL Cuiabá esclarece que o aumento da renda do brasileiro e, paralelamente, neste momento, a queda do dólar, incrementou ainda mais o carrinho de compras relacionado à Páscoa. Em abril do ano passado, mês do feriado religioso, a cotação do dólar foi, em média, de 1,76 real. No início de 2011 a queda vinha acontecendo e em abril ela fechou abaixo de 1,60 de real.

"Vários itens, além de ovos de chocolate compõem este consumo na atualidade. Um dos exemplos é o bacalhau, que foi vendido no mercado em geral cerca de 10% mais barato, levando-se em conta as diferenças e tantas opções de marcas, o que incentiva a busca pelo item", fala ele, lembrando que produtos como a Colomba Pascoal, que em relação a ovos de chocolates são diversificações relativamente novas nas redes supermercadistas, igualmente respondem nas vendas. "Agrega-se a esta os lançamentos de sabores e novos formatos e pesos de chocolates que, ano a ano, a indústria trabalha como estratégia para atrair o consumidor".

O diretor da rede de Supermercados Modelo, Altair Magalhães, explica que nas demais prateleiras de produtos, comparando-se com um período comum, "na Páscoa as bebidas têm aumento médio de até 20%, e o bacalhau de cerca de 100%".

Soares declara que a expectativa agora é o Dia das Mães. "Incremento de dois dígitos é o nosso desejo". (Assessoria de Imprensa CDL Cuiabá: Honéia Vaz)

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO