alexametrics
07.03.2011 | 14h31


CIDADES

Opinião: "E viva o dia das mulheres"

FÁBIO CAPILÉ

A poesia é o nectar da inspiração, definindo-se num conjunto de rimas que traduzem o sentimento de alguém que procura expressar suas sensações da forma mais insculpida possível. Assim como o poema, a mulher é a mais bela exteriorização da ternura, amor, beleza, perseverança e conquista. Já ousaram chamá-la de frágil, talvez por não compreenderem que a sua maior força está no que carrega consigo e não no que exterioriza, pois não necessita de músculos saltados e vozerões esbravejantes para atingir seus objetivos.

A mulher contemporânea definitivamente alcançou o seu espaço, sem que contudo, deixasse de lado a sua delicadeza e vaidade. Aquele olhar estampado em um pequeno espelho trazido na bolsa, não mais revela a mulher tímida que outrora, se avermelhava diante das situações da vida e se constrangia deliberadamente diante do ímpeto e das vontades masculinas.

Hoje na direção do seu carro, e no comando dos mais diversos empreendimentos, conduz sua jornada tripla, preocupada não só com os gráficos, mas também com a educação e bem estar da família. Conseguiu unir a dinâmica das ações à docilidade no trato, e a competência e habilidade à sutileza nas exposições. Lutou incessantemente por um lugar ao sol. No transcorrer da história da humanidade levantou seu rosto em desafio as opressões de sociedades e culturas machistas que imprimiram sem qualquer piedade a discriminação e a degradação a sua imagem.

Como decorrência de tais lutas, vieram o direito de andar nas ruas livremente, de votar, de casar-se com quem quisesse, de trabalhar e de ocupar escalões cada vez maiores, principalmente na estrutura governamental. Como marco de tais conquistas se faz necessário lembrarmos do famoso caso da fábrica de triangle Shirtwaist de têxteis, que pegou fogo acidentalmente às 16:40 do dia 25 de março de 1911, matando 146 pessoas, na maioria mulheres jovens, o que gerou manifestações sociais pioneiras em defesa da mulher. Muitas morreram nesta árdua luta em busca do reconhecimento em um mundo preconceituoso e autoritário. Assim o sufrágio feminino iniciou-se através da classe operária, atingindo os demais segmentos, trasladando a mulher da rotina caseira, para uma verdadeira revolução feminina, principalmente na indústria, segmentos comerciais e do poder público.

A rotina que foi desenhada por homens para o seu futuro, sofreu mutações severas, ao ponto de alçá-la ao posto de líder maior de um país, fato este que somente comprova a grata transformação do entendimento sobre este ser tão generoso e amável. A mulher que outrora se restringia a ser inspiração para composições musicais e poesias de botequim, hoje está a reger os comportamentos do mundo, bem como a recitar as metas e ações para o futuro.

Os homens que lhe admiravam pela sua beleza hoje a tem como verdadeira musa, pois nas linhas inspiradoras de Séneca “ uma mulher bonita não é aquela de quem se elogiam as pernas ou os braços, mas aquela cuja inteira aparência é de tal beleza que não deixa possibilidades para admirar as partes isoladas”. Assim, percebe-se que a mulher atingiu a sua plenitude da beleza, pois carrega consigo a formosura das rosas, o perfume dos lírios, e o mundo em suas mãos.

Feliz dia das mulheres.

Fabio Arthur da Rocha Capilé
É advogado e Professor Universitário











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime