15.07.2011 | 19h36


CIDADES

Operário morre ao cair de telhado em obra no Coxipó

MAYARA MICHELS 16h40
DA REDAÇÃO

Um operário caiu de uma altura de 10 metros na tarde desta sexta-feira (15), em Cuiabá. Segundo a Polícia Militar, o acidente ocorreu no galpão da antiga Bimetal, que estava sendo reformado, na Avenida Fernando Corrêa. Jonair Soares da Silva, de 30 anos, trabalhava há 7 dias na obra, como servente de pedreiro e sem carteira assinada.

O operário caiu do telhado quando auxiliava o pedreiro na reforma de uma parede conjugada com o galpão. O telhado se rompeu e o servente despencou. Apesar da altura, operários acreditavam que o trabalhador ainda estava com vida e acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Médicos constataram a morte, e acionaram o Instituto Médico Legal (IML).

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil, Joaquim Dias Santana, o sindicato irá analisar o motivo do acidente, e dependendo do resultado, medidas serão tomas, contra a empresa que realizava a obra. "Neste primeiro momento, vamos dar todo o amparo à família deste trabalhador, pois ele tem direito", afirmou o presidente.

Ainda não se sabe de quem seria a obra. Segundo o sindicato, o empreiteiro, se responsabilizou pelo velório e o sepultamento do corpo. Já o sindicato, colocou a disposição da família um advogado, caso necessitem.

Bonavita

No dia 9 de setembro do ano passado, um operário morreu durante um acidente de trabalho. A falta de uso do equipamento de segurança na obra do Edifício Bonavita, da Konica Engenharia, pertencente à Brookfield Incorporações, nas proximidades do Pantanal Shopping Center, teria sido a causa da queda do trabalhador.

O armador Makcilei Severo de Brito, 19, caiu do 10º andar, quando montava uma plataforma de apoio. Ele não resistiu à queda de 25 metros e morreu na hora.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO