alexametrics
06.01.2011 | 10h39


CIDADES

O poder de nossos desejos

WILSON CARLOS FUÁ

Quantas vezes durante a nossa vida desejamos uma coisa, ou um objeto ou um grande amor. E, quantas vezes já refletimos ao ouvir os velhos cuiabanos dizerem: quando queremos uma conquista com muita força mental, o Universo inteiro conspira a nosso favor.

Mas não devemos olhar essa frase só pelo lado positivo das conquistas, pois às vezes junto com elas vem o lado negativo, e muitas vezes o nosso verdadeiro desejo torna realidade, e passamos a ser escravos dessa realidade. O Universo responde aos nossos desejos, juntos das boas intenções, também existem desejos inconfessáveis como: vinganças, autopunições e alegrias que trazem tristezas aos outros, pecadinho e pecadão. O Universo corresponde aos nossos pensamentos, sejam eles bons ou ruins.

Quanto mais reclamamos ou negamos algo que não queremos (dívida, doença, solidão, medo, etc.,) mais somos atraídos para tudo isso, porque este é o sinal que enviamos para o Universo. Você recebe o que sente não só o que pensa.

O que leva as pessoas a desejar profundamente o poder político e lutar com todas as forças para ser um político poderoso, cercados de aduladores, interesseiros, manipuladores, perdulários e pródigos, trocando sua família que com certeza lhe daria beijos, abraços, afagos, entregas e diálogos, atitudes simples e insubstituíveis. Eles (os políticos) passam as suas verdades ou suas mentiras para o povo carente de líderes, carente de salvadores da pátria, o povo é carente de tudo, e ao votar está apenas buscando alguém confiável.

O Universo não tem tempo para julgar o que é bom ou o que é ruim por tudo que nossos pensamentos desejam: O Universo apenas conspira a favor do que desejamos e não mede as consequências das nossas conquistas no futuro. Olhemos com coragem as sombras de nossa alma - por mais doloroso que isto possa ser. Iluminemos estas trevas com a luz do perdão, da misericórdia, e do respeito por nós mesmos, e principalmente em respeito a Deus, lembre-se das últimas palavras de Jesus diante da morte: "Meus Deus, Meu Deus porque me abandonaste?".

O Universo sempre conspira para realizar o que queremos, mas cobra muito caro. O maior castigo que um ser humano possa receber é a solidão, sem ter os aduladores, passa a vagar pelos seus pensamentos tentando entender o significado da sua existência. Todos os cuiabanos sabem que existem muitas semelhanças entre a bocaiúva, o pequi e a política, todos os três elementos são atraentes, têm cheiros e cores, com presença muito forte, e oferecem carnes a serem roídas. O primeiro pode-se roer até chegar ao coquinho, e o segundo se roer a carne profundamente encontrará centenas de espinhos, e o terceiro? Ah! O terceiro tem uma substância que provoca dependência, quem entra não sai mais. Como tudo na vida é preciso muito cuidado ao envolver-se com essa coisa chamada política.

Wilson Carlos Fuá é economista, especialista em administração financeira e recursos humanos. E-mail: fuacba@hotmail.com

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime