alexametrics
20.07.2011 | 12h50


CIDADES

Mortes no trânsito da Grande Cuiabá já passam de 200 este ano

INARA FONSECA     11h50
DA REDAÇÃO

O trânsito de Cuiabá está cada vez mais perigoso. Em menos de 24 horas, cinco pessoas morreram violentamente em fatalidades ocorridas no trânsito de Cuiabá e Várzea Grande. Almerindo Soares de Oliveira, de 71 anos, Maria Aparecida Rodrigues, 26, Graziele da Silva Xavier, 26, Audinéia Souza dos Santos, 26, e Cleber Benevides, de 25 anos, deram entrada ontem (18) no Instituto Médico Legal (IML).

O crescente número de acidentes tem assustado a população. De acordo com dados do IML, nos primeiros seis meses deste ano aproximadamente 200 pessoas foram vítimas fatais de acidentes de trânsito em Cuiabá e Várzea Grande. Em apenas 18 dias, 22 pessoas morreram no trânsito no mês de julho.

Segundo os dados, o excesso de velocidade, imprudência e álcool são as causas de grande parte dos acidentes. Durante os dias úteis, a Avenida Beira Rio desponta como a que mais ocorre acidentes. Nos finais de semana, Getúlio Vargas, Rubens de Mendonça (CPA), Dom Bosco, Mato Grosso e Tenente-coronel Duarte são as que contabilizam o maior número de acidentes envolvendo morte no trânsito. Centrais, essas avenidas recebem, nos fins de semana, um grande número de motoristas alcoolizados depois de baladas.

Atualmente, cerca de 300 mil veículos circulam na Capital. Segundo dados do Detran, no final do primeiro trimestre de 2011, o número de carros transitando pela cidade chegava a aproximadamente 160 mil. De acordo com a SMTU (Superintendência Municipal de Transportes Urbanos), em horários de pico, as principais vias da cidade podem alcançar um fluxo de 15 mil veículos.

Páginas da Vida

Almerindo, um senhor de 71 anos, foi atropelado por um caminhão no Pedro 90. Já o jovem Cleber Benevides, 25, teve a moto atingida por uma caçamba em Várzea Grande.

As amigas Graziela da Silva Xavier e Audinéia Souza dos Santos, ambas de 26 anos, foram atingidas por um carro enquanto faziam caminhada na calçada. Audinéia morreu no mesmo instante , horas depois Graziela faleceu no Pronto Socorro Municipal de Cuiabá.

Aparecida foi atropelada por um veículo na Avenida Generoso Ponce, próximo ao Aeroporto Marechal Cândido Rondon, em Várzea Grande .

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime