17.05.2011 | 13h15


CIDADES

Mortes no PS de Cuiabá continuam frequentes, segundo denúncias

DA REDAÇÃO  10h57

As mortes por falta de equipamento no Pronto Socorro de Cuiabá estão virando rotina nos últimos dias. Na tarde deste domingo (15) houve a morte de um senhor que necessitava de uma cirurgia, porém não havia feito por falta de equipamento cirúrgico. O vice-presidente do Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso, Arlan Azevedo também destacou ter a desconfiança de que realmente isso possa ter acontecido." Vamos apurar e verificar se a unidade tinha o equipamento necessário e conhecer a causa da morte",disse.

A morte ocorreu durante uma inspeção surpresa realizada pelo CRM para apurar denúncias de falta de anestésicos. O paciente, que não teve o nome divulgado, sofria de arritmia cardíaca. A causa da morte dele não foi divulgada oficialmente, mas um documento mostra a relação de equipamentos que faltaram para atender o paciente.

Segundo informações de um médico que prestou atendimento ao paciente, faltaram alguns itens básicos, como "bomba de infusão, ventilador mecânico e monitor", além de espaço físico adequado para fazer o procedimento de cardioversão (choque dado no paciente para reanimá-lo). Ele recomendou que a família procurasse o Ministério Público Estadual.

Outra morte ocasionada por falta de equipamento aconteceu também no final de semana, um senhor que necessitava de amputação na perna, e estava aguardando a compra de um aparelho para ser operado, não resistiu e faleceu.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO