11.02.2011 | 16h13


CIDADES

Mauro Viveiros é eleito novo corregedor-geral do MPE

DA REDAÇÃO      12h30

O procurador de Justiça Mauro Viveiros foi eleito na manhã desta sexta-feira (11.02) o novo corregedor-geral do Ministério Público. Vinte nove integrantes do Colégio de Procuradores de Justiça participaram da votação. Dos votos computados, 17 foram destinados ao corregedor-geral eleito, 11 para o procurador de Justiça Vivaldino Oliveira e um em branco.

Após a votação, o procurador-geral de Justiça Marcelo Ferra de Carvalho, também divulgou os nomes dos eleitos pelos procuradores e promotores de Justiça para integrarem o Conselho Superior do Ministério Público no próximo biênio. A lista foi composta na seguinte ordem: Luiz Eduardo Martins Jacob (122 votos), Siger Tutiya (117 votos), Paulo Prado (113 votos), Vivaldino Oliveira (110 votos), Edmilson da Costa Pereira (104 votos), Eliana Cícero de Sá Maranhão Ayres (100 votos), Luiz Scaloppe (95 votos), José de Medeiros (89 votos) e Mauro Delfino (71 votos).

O Conselho Superior do MP é composto por 11 integrantes. O procurador-geral de Justiça e o corregedor-geral são membros natos. Existem ainda quatro suplentes. São eles: Hélio Faust (69 votos), Gill Rosa Fechtner (69 votos) , Maria Ângela Veras Gadelha (61 votos) e Mauro Viveiros (57 votos). Como o quarto suplente foi eleito corregedor-geral, a vaga será ocupada pelo procurador de Justiça Élio Américo (55 votos).

PROPOSTAS: O novo corregedor-geral do MP, procurador de Justiça Mauro Viveiros, destacou que os planos para o seu mandato frente à Corregedoria não estão plenamente formatados e que pretende construí-los em conjunto com os procuradores de Justiça, que têm uma larga experiência institucional.

Adiantou, no entanto, que pretende dar continuidade ao trabalho que vem sendo desenvolvido pela Corregedoria com intuito de garantir uma maior aproximação da sociedade. Além da realização de audiências públicas, Viveiros assegura que utilizará outros instrumentos. Como exemplo, ele citou a implantação de um modelo de gestão baseado em indicadores para todas as áreas do Ministério Público.

“Pretendemos conhecer melhor o que fazemos, examinar os resultados de nossas ações para diagnosticarmos os problemas e encontrarmos a solução para aquilo que realmente importa à sociedade”, destacou o novo corregedor-geral.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO