12.06.2011 | 15h09


CIDADES

Marido atira em esposa e depois se mata com tiro na cabeça

GAZETA      18h58

Uma mulher foi vítima de tentativa de homicídio praticado pelo próprio marido que após tentar matá-la com um tiro na região do tórax, se matou em seguida com um tiro na cabeça. O crime ocorreu em Rondonópolis e elevou para duas mortes violentas na cidade, ontem à tarde. O outro homicídio ocorreu poucas horas antes, na Penitenciária da Mata Grande, onde um detento foi morto a golpes de chuços por "colegas" de cela.

A segunda morte, com indícios de crime passional, ocorreu no bairro Jardim Parque Universistário e envolveu o casal Jair Soares da Silva e Maria Regina da Silva, 45 anos, que estariam se separando, conforme informações da Polícia Civil. Ele atirou contra a esposa e se matou em seguida com um tiro na cabeça. A polícia confirma que no momento do crime as duas filhas do casal estavam na residência e presenciaram a tragédia. A mulher foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada ao Hospital Regional. Seu estado de saúde é estável e ela não corre risco de morte, conforme informações do hospital.

Na casa, foi apreendida uma arma, provavelmente um revólver cano longo, que foi levado pelos peritos para exames na Politec (Polícia Técnica). Uma investigadora da Polícia Civil informou que a porta da residência estava amassada, com sinais de chutes. Ela confirma que o casal estaria se separando e Jair já teria pedido para Maria desocupar a casa. As malas dela já estariam arrumadas inclusive. Vizinhos informaram aos policiais sobre desavenças entre o casal que poderia estar relacionadas ao pedido de separação.

A tentativa de homicídio seguida de suicídio foi atendida pelo delegado plantonista Henrique Meneguelo, coordenador do Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Cisc) de Rondonópolis. Agora, uma das versões a ser investigada é crime passional.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO