09.03.2011 | 14h48


CIDADES

Marcelo Ferra será reconduzido ao cargo nesta quinta

DA REDAÇÃO         9h23

O procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, Marcelo Ferra de Carvalho será reconduzido ao cargo para um mandato de mais dois anos. A cerimônia acontecerá, às 20h, no ‘Cenárium Rural', no Centro Político Administrativo.

No evento, de amanhã, também serão empossados o novo corregedor-geral da instituição, procurador de Justiça Mauro Viveiros, e os integrantes do Conselho Superior do Ministério Público (CSMP). O governador do Estado, Silval Barbosa, e de representantes dos poderes Judiciário e Legislativo, Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Associação Nacional do MP, Conselho Nacional de Procuradores Gerais, entre outras instituições, já confirmaram as presenças.


"Defendemos um Ministério Público coeso, atuante e eficiente. Pretendemos manter uma linha de administração voltada para todos, desprovida de sectarismo, propiciando condições estruturais, materiais e financeiras para que os promotores e procuradores de Justiça possam exercer com eficiência suas atribuições", ressaltou o procurador-geral de Justiça, Marcelo Ferra de Carvalho.

Ferra pretende criar uma promotoria regional voltada para a defesa da floresta amazônica e execução do programa institucional "Todos Contra as Drogas Ilícitas".

Outra prioridade para os próximos dois anos será a estruturação dos órgãos de execução e ampliação do quadro institucional, visando à prestação de um serviço de melhor qualidade à sociedade. "Precisamos também consolidar a política de aproximação com a sociedade e de engajamento da instituição na discussão de políticas públicas", acrescentou.

"A consciência da população sobre o papel do Ministério Público tem melhorado consideravelmente, devido, principalmente, a grande visibilidade adquirida pela instituição nos últimos anos. Entretanto, temos obrigação de estabelecer diretrizes que aproximem a instituição da sociedade", afirmou.


CSMP: O Conselho Superior do Ministério Público é composto por 11 integrantes, sendo que o procurador-geral de Justiça e o corregedor-geral são membros natos. Os demais são eleitos por voto direto e secreto para mandato de dois anos.

Compete ao CSMP, entre outras atividades, indicar ao procurador-geral de Justiça, em lista tríplice, os candidatos à remoção ou à promoção por merecimento e antiguidade; eleger os integrantes da Comissão de Concurso de ingresso na carreira e decidir sobre arquivamento de Inquéritos Civis .(Com Assessoria)











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO