alexametrics
27.05.2011 | 12h58


CIDADES

Mais de 700 escolas podem entrar em greve em MT

FERNANDA LEITE                             11h23
DA REDAÇÃO


Mais de 25 mil professores da rede pública Estadual, podem cruzar os braços por tempo indeterminado, caso o Estado não aprove a reivindicação da categoria, que rejeitou a proposta imposta ontem (26), pelos deputados estaduais, em sessão extraordinária, em que foi fixado um acordo do piso salarial de R$ 1.248,00, um aumento em torno de 10%, alteração em relação ao Piso Nacional dos Professores cai para 5%. A classe exige o piso nacional de R$ 1.312,00. Caso contrário toda rede de ensino Estadual aderem a paralisação.

De acordo com a assessoria do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (SINTEP/MT), uma assembleia com indicativo de greve será realizado na próxima segunda-feira (30), em que a possibilidade da paralisação ser estendida em todo município. Cada cidade já vem realizando o indicativo.

Em Várzea Grande, os professores da rede municipal já estão em greve desde o dia 16 de maio, e provavelmente a rede estadual também deve paralisar.

O Sintep antecipou que o Estado irá acatar o pedido somente em abril do ano que vem, e possivelmente o salário dos professores da rede estadual pode atingir o piso nacional.
Em Cuiabá o indicativo acontecerá na segunda-feira (30), na escola Presidente Médici, na Avenida Mato Grosso ás 14h.

O Sintep subsede Cuiabá, realizou ontem (26) uma reunião na própria sede com os profissionais da educação que classificaram a secretária de Educação do Estado, Rosa Neide Sandes, como incompetente.

O Governo do Estado garantiu aos professores da rede pública estadual já na folha de maio, cujo pagamento está programado para a próxima terça-feira (31) o novo reajuste.

E em dezembro serão concedidos mais 3% de aumento e, em abril do próximo ano, o Estado dá a garantia do piso nacional.

O reajuste foi aprovado pelos deputados estaduais. Os projetos de lei com o reajuste mais sete mensagens referentes à reestruturação de carreiras serão sancionados pelo governador Silval Barbosa (PMDB) na próxima segunda-feira (30).

As cidades que já aprovaram o indicativo da greve, Cuiabá, Barra do Garças, Primavera, Rondonópolis.

 











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

adriano  10.06.13 15h06
será que os professores que foram classificados irá ter chance de pegar posse nesse concurso?

Responder

0
0

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime