17.05.2011 | 12h17


CIDADES

Máfia desviou R$ 70 milhões em medicamentos; em MT 19 são indiciados

FERNANDA LEITE   12h11
DA REDAÇÃO

A Polícia Federal junto com a Controladoria Geral da União (CGU) deflagrou na manhã de hoje (16) a Operação Saúde, que desviava verbas destinadas à compra de medicamentos do Governo Federal.

Em Mato Grosso a PF expediu 19 mandados de prisão,sendo quatro no município de Barra do Bugres (168 km a médio-norte de Cuiabá),onde o diretor do Hospital Municipal, Rodrigo Salmazo Martins, José Wilson Pereira Lage "Maizena", coordenador de licitações, Germano Modesto Cagnoni, farmacêutico da atenção básica, Leandro Rodrigo Monteiro Almicci, secretário Municipal de Administração e Finanças da cidade.

De acordo com as informações da PF, foram constatados desvios de R$ 70.000,00 milhões referente ao ano de2 010. O dinheiro oriundo para a compra de medicamentos para o Programa de Assistência Farmacêutica Básica o (Farmácia Básica) do Governo Federal.

Os alvos responderão, na medida de sua participação, pelos crimes de Corrupção Ativa, Passiva, Fraude de Licitações, Formação de Quadrilha e Peculato, e possível lavagem de dinheiro.

No total foram expedidos 64 mandados de prisões nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará e Rondônia.


Confira a lista dos mandados de Mato Grosso

Cuiabá: 2 cumpridos

Araputanga: 1 mandado. Aguardando informações

Barra do Garças: 1. Cumprido

Tangará da Serra: 1. Cumprido

Barra do Bugres: 4. Cumprido

Rio Branco: 1 mandado. Aguardando informações

Mirassol d’Oeste: 2. Cumpridos

Lambari d’Oeste: 1 mandado Aguardando informações

Alto da Boa Vista: 1. Cumprido

São Félix do Araguaia: 2. Um cumprido. Outro no aguardo de informações

Itiquira: 1. Cumprido

Rondonópolis: 1 Cumprido

Vila Bela da Santíssima Trindade: 1. Cumprido

também no  Pará em Novo Progresso a polícia expediu 2 madados um cumpriu e outro no  aguardo de informações.

 

 

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO