alexametrics
08.08.2011 | 22h20


CIDADES

Justiça nega retorno de prefeito suspeito de abusar de crianças

MAYARA MICHELS 19h04
DA REDAÇÃO

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso TJ/MT negou o pedido de retorno do prefeito afastado de Dom Aquino, Eduardo Zeferino (PR), ao cargo. O advogado de defesa de Zeferino, Gilmar D´Moura, impetrou pedido de liminar requerendo a anulação da sessão da Câmara de Vereadores que afastou seu cliente do cargo por 90 dias, além disso, o retorno imediato de Zeferino à Prefeitura.

Esta é a segunda vez que Zeferino tenta retornar ao cargo. No dia 30 de junho outro pedido foi negado. A defesa alega que a Câmara não teria competência para afastá-lo do cargo. Gilmar recorrerá da decisão ainda nesta semana. De acordo com o advogado, será feito um agravo regimental com novos argumentos.

Com a decisão, continua no cargo o vice-prefeito, Donizete Alves de Araújo

O prefeito é suspeito de ter cometido abuso sexual contra crianças e, por isso, foi afastado temporariamente do comando da administração municipal. Ele foi preso em junho e permaneceu detido por 30 dias no anexo da Penitenciária Central do Estado, em Cuiabá.


 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime