27.06.2011 | 16h23


CIDADES

Justiça declara ilegalidade da greve na Educação

DA REDAÇÃO  15h11

A Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso (Seduc/MT) informa que conforme consta nos autos do processo nº 60655/2011 - que trata sobre a paralisação dos profissionais da Educação - foi deferida liminar declarando a ilegalidade da greve em curso. A decisão foi publicada em Diário da Justiça Eletrônico na data de 22.06.2011, edição número 8595, nas páginas 34 e 35.

Na decisão, o juíz deferiu a liminar "para fixar impedimento à greve pelos professores do Estado de Mato Grosso, devendo retornarem às suas atividades no prazo de 72 horas, contados a partir da publicação da presente decisão, sob pena de multa diária no montante de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais).

A ausência ao trabalho, a partir desta segunda-feira (27.06.11), será considerada falta injustificada. A Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso comunica que as negociações com a categoria continuam abertas.

Os grevistas se reúnem com o sindicato ainda hoje para decidir se cumprem ou não a liminar. O Sintep ainda não sabe que resoluções tomar.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO