03.08.2011 | 09h40


CIDADES

Jovens são as maiores vítimas de acidentes de trânsito em Cuiabá

INARA FONSECA  8h20
DA REDAÇÃO

Jovens entre 19 e 33 anos são os que mais sofrem acidentes violentos, envolvendo mortes, na capital cuiabana. Conforme entrevista do comandante do Batalhão de Trânsito, tenente coronel Wilson Batista,  a maioria dos registros de incidentes no tráfico de veículos em Cuiabá estão ligados à juventude.

O alto índice de mortes de jovens no trânsito não é apenas registrado em Cuiabá. De acordo com pesquisa da Organização Mundial da Saúde (OMS), anualmente, 400 mil jovens com menos de 25 anos morrem em todo Brasil vítimas de acidentes de trânsito. O último "Mapa da Violência 2011: Acidentes de Trânsito" revelou que em Mato Grosso1.050 jovens faleceram no trânsito. O campeão de mortes são acidentes envolvendo exclusivamente automóveis. Em segundo lugar, estão os envolvendo pedestres.

Na última década, o Ministério da Saúde (MS) registrou 38.273 mortes nos diversos tipos de trânsito, o número é considerado elevado, sendo superior a mortes em conflitos armados no mesmo período.

Para o tenente-coronel Wilson Batista, a solução para diminuir o índice de acidentes seria a revisão no processo de formação de condutores. "São 40h para aula teórica e apenas 20h para a prática. Tem rever isso e mudar a sistemática. Os jovens não podem apenas fazer aulas no Detran para passar", disse.

No último domingo (31), o jovem Natal Roger, de apenas 20 anos, faleceu num acidente de moto ao retornar do Festival de Inverno, na Chapada dos Guimarães. Saiba mais sobre o caso clicando aqui.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO