alexametrics
02.08.2011 | 13h00


CIDADES

Greve dos enfermeiros cancela quase 100 cirurgias em hospitais

INARA FONSECA   09h50
DA REDAÇÃO

Os movimentos grevistas têm eclodido em Cuiabá. Depois dos servidores da Sema (Secretária de Estado do Meio Ambiente), da polícia civil e do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), agora é a vez dos enfermeiros e técnicos de enfermagem cruzarem os braços na iniciativa privada. Nesta terça-feira (02), os profissionais paralisaram as atividades nos principais hospitais particulares da Capital e cerca de 100 cirurgias foram canceladas. Além disso, 30 internações nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) foram canceladas só no período da manhã.

A greve foi aprovada em Assembleia após tentativas frustradas de negociação com o Sindicato dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso (Sindessmat). A principal reivindicação da categoria é reajuste salarial e no Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS). Caso não haja sucesso nas negociações do PCCS, os enfermeiros e técnicos de enfermagem poderão paralisar as atividades na rede pública também.

No momento, cerca de 700 profissionais dos Hospitais do Câncer, Jardim Cuiabá, Santa Rosa, Geral e Santa Casa estão de braços cruzados.

No período da tarde, a categoria fará uma carreata pelo principais hospitais particulares da cidade. Começando no Hospital Jardim Cuiabá o movimento irá até o Hospital do Câncer.

O Sindicato dos Profissionais de Enfermagem (Sinpen) requer salário de R$ 700 para os auxiliares de enfermagem, R$ 900 para os técnicos e R$ 1,7 mil para os enfermeiros. Além do acréscimo de R$ 100 para cesta básica. A contra proposta do Sindessmat é aumento de R$ 30 para auxiliares de enfermagem, R$ para técnico e R$ 70,75 para enfermeiros. No caso das cestas básicas, o Sindessmat propõe acréscimo de R$ 5.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime