04.05.2011 | 19h55


CIDADES

Governo só assume PAC na Capital se puder licitar tudo outra vez

DA REDAÇÃO 15h00

O governador Silval Barbosa disse que vai implantar rede de distribuição de água tratada e rede coletora de esgoto em diversos bairros na Grande Cuiabá.

Silval diz que, apesar de todo mundo estar falando - o Estado não assumiu as obras do PAC. "Nós ainda não assumimos. Nós estamos buscando o entendimento, porque queremos ajudar os prefeitos a resolverem este problema, o PAC de Cuiabá e Várzea Grande é saúde, após executado".

Segundo o governador, os prefeitos estão com problemas. Primeiro, porque as planilhas estão defasadas e não tem como executar os projetos que foram elaborados em 2006 e licitados em 2007. Para resolver o problema, o governador já conversou com os prefeitos de Cuiabá e Várzea Grande e aconteceu o entendimento que o Estado deve assumir as obras do PAC.

Para isso, lembra Silval Barbosa, o Estado está conversando com a Caixa Econômica Federal - órgão que libera os recursos - e formou uma equipe, formada pelo secretário de Estado das Cidades, Ernandy Baracat, o procurador Geral do Estado, Jenz Prochenow Junior, e procuradores das prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande, para conversar com o Ministro das Cidades, Mário Negromonte, e sua equipe jurídica para ver a forma de passar o PAC para o Estado.

"Mas só vamos assumir se pudermos licitar tudo de novo, pois como está aí todos já viram que não tem condições de executar esta que é uma das obras mais importantes para Cuiabá e Várzea Grande", disse Silval.

A preocupação é com os prazos. O convênio vence em dezembro deste ano. "Vamos trabalhar para assumir, mas queremos licitar e fazer um cronograma que possa ser cumprido".

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO