17.02.2011 | 10h48


CIDADES

Godoy, baleado em assalto, segue na UTI em estado grave

G1 08h51

O ex-árbitro e jornalista Oscar Roberto de Godói permanecia internado por volta das 9h desta quinta-feira (17) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital das Clínicas de São Paulo, após passar por uma cirurgia durante a madrugada. De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, ele está sedado e seu estado é grave. Godói foi baleado durante uma tentativa de assalto na noite desta quarta-feira (16) em Perdizes, na Zona Oeste da capital paulista.

De acordo com o HC, o ex-árbitro deu entrada no hospital às 22h31 e ficou em cirurgia entre 1h45 e 3h50. Ele foi atingido por quatro tiros - dois de raspão. Um terceiro disparo atravessou o tórax e perfurou um dos pulmões. Outro projétil atingiu a região cervical esquerda e se alojou perto da coluna, que não foi atingida. Os dois ferimentos foram tratados durante a cirurgia. Segundo o hospital, uma das balas continua alojada próxima à coluna do paciente.

Policiais percorreram a rua onde aconteceu o crime atrás de alguma pista de quem atirou contra o ex-juiz de futebol. Foram horas de trabalho. Eles vasculharam o carro da vítima, e foram de prédio em prédio ver se encontravam uma testemunha.

Godói estava indo jantar na casa de um amigo que mora no bairro. Ele estacionou o carro e logo foi abordado pelo assaltante. As câmeras de segurança gravaram a ação. "A vítima já tinha saído do carro, já estava caminhando em direção à portaria do edifício. Eles entram em luta corporal, ocorrem os disparos, e o marginal ainda fica com a vítima no chão, tentando pegar algum pertence", conta o delegado Marco Aurélio Batista.

Um morador que não quis mostrar o rosto foi um dos primeiros a ajudar o comentarista esportivo. Ele conta que ouviu quatro disparos. "A reação que a gente tem é de chamar o socorro e descer. A gente recomendou que ele não falasse muito por conta do ferimento no pescoço e para que ele não perdesse mais sangue", contou a testemunha.

Oscar Roberto Godói foi árbitro de futebol na década de 90. Ele se formou em jornalismo e hoje trabalha como comentarista esportivo em uma rádio. Godói não foi a única vítima da violência no bairro de Perdizes nesta quarta-feira. O carro em que Rafael Barbosa estava foi roubado minutos antes de o ex-juiz ser baleado.

"Estacionei o carro, tranquei, a gente deu uns quatro ou cinco passos, chegou um indivíduo, pediu as chaves e sacou o revólver. Eu só entreguei as chaves, ele entrou no carro e desceu", contou. A polícia investiga se os dois casos têm relação. Sobre o caso do ex-juiz de futebol, o delegado não quer divulgar as imagens da câmera de segurança, por enquanto, para não atrapalhar as investigações.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO