16.09.2011 | 20h33


CIDADES

Exuberância e beleza do Pantanal ganharão alcance mundial

Documentário sobre a maior planície alagável do mundo será exibido pela National Geographic Channel em mais de 160 países

DA REDAÇÃO  18h30

A mil dias da Copa do Mundo de 2014, a Agecopa inaugurou na avenida Lava Pés o cronômetro oficial que exibirá a contagem regressiva para o Mundial em Cuiabá e lançou o projeto "Trilogia do Pantanal", que divulgará o bioma em mais de 160 países por uma série de documentários exibidos pelo canal National Geographic.

O documentarista Lawrence Wahba, que se dedica a registrar a vida selvagem desde a década de 90 e realizará as captações de imagem, afirmou que o Pantanal pode mudar a história do Estado por meio do ecoturismo. "Existem lugares no mundo que as pessoas freqüentam para ver os animais, como é o caso dos gorilas em Ruanda, que mudaram a realidade da população local por meio da regulamentação do turismo".

Ele apontou que o Pantanal tem uma fauna singular, com onças 30% maiores que as da Amazônia. O porte superior é ocasionado pela necessidade de nadar durante a cheia. "O Porto Jofre é um diamante em estado bruto, que deve ser lapidado para o turismo. Se a visitação for regulamentada será uma grande oportunidade para as famílias que vivem na região e para o Estado. É um local que abriga um alto número de onças e um dos meus preferidos no país", disse Wahba.

O ambientalista e documentarista, Haroldo Palo Júnior, declarou que o Pantanal mato-grossense é um dos biomas mais preservados do mundo. "A National encomendou esse trabalho, pois começará a exibir materiais sobre o Brasil e as primeiras exibições serão os três episódios da série Trilogia do Pantanal", disse.

O presidente da Agecopa, Eder Moraes, frisou que 29 milhões de lares em todos os continentes terão acesso a série de três documentários. Escolas públicas do Estado também terão acesso as imagens captadas pelo grupo. Moraes lembrou que o incentivo ao turismo é estratégico.

"O planeta conhecerá a fauna e a flora do nosso Pantanal, o que vai estimular o ecoturismo, gerando investimentos e renda para milhares de mato-grossenses através desta nova matriz econômica potencializada pela Copa", ressaltou o presidente da Agecopa, Eder Moraes. ..

Para o secretário-chefe da Casa Civil, José Lacerda, o trabalho é fundamental para a preservação da biodiversidade e a Copa do Mundo para a transformação do Estado. Todos os diretores da Agecopa participaram do evento, realizado na sede da Agecopa.

A previsão é que a trilogia seja exibida a partir de 2012, atraindo a atenção de turistas nos quatro cantos do planeta. As filmagens se estenderão por 35 semanas e começaram em maio. Até abril de 2012 as filmagens estarão finalizadas.

A intenção dos documentaristas é retratar o Pantanal durante um ano inteiro, para mostrar ao mundo como o mesmo o bioma muda tanto, da seca ao alagamento, e como os animais se adaptam a estas alterações. Através das lentes das câmeras de última geração, de alta definição, os espectadores verão o pantanal sob uma nova perspectiva, a dos animais.

PANTANAL - O bioma abriga aproximadamente 102 espécies de mamíferos, 652 de aves, 177 répteis, 264 répteis, 264 de peixes, 40 de anfíbios e milhares de espécies de insetos. Anualmente, a maior planície alágavel do mundo vive em duas épocas distintas: a seca e a cheia. Conforme a estação do ano, o nível da água chega a variar em até oito metros, forçando os animais a se adaptarem a mudanças extremas.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO