alexametrics
16.08.2011 | 10h03


CIDADES

Encher o carrinho pesa cada vez mais no bolso do cuiabano

INARA FONSECA 8h00
DA REDAÇÃO

Os consumidores de Cuiabá e Várzea Grande vão sentir um peso no bolso nas próximas semanas. Depois da elevação no preço das carnes é a vez do arroz sofrer reajuste. O valor do pacote de 5kg do arroz tipo B pode chegar até R$ 5,70, enquanto o tipo A até R$ 7, isso o mais barato. O aumento nos preços deve permanecer até o mês de novembro.

De acordo com o Sindicato das Indústrias de Arroz de Mato Grosso (Sindarroz/MT), o aumento deve-se ao plantio da safra 2011/2012 que só começa em setembro. Até que a colheita seja realizada os mercados serão abastecidos apenas com estoque.

Segundo estimativas da Asmat, as indústrias estão pagando entre 10% e 15% mais caro pela saca, 50kg, de arroz em casca. O valor é repassado para o consumidor. Até o início do mês de agosto era possível achar nas prateleiras dos supermercados pacotes de arroz de 5kg, tipo B, por menos de R$ 5.

Já o aumento na carne bovina e suína deve se ao embargo russo às exportações mato-grossenses e da entressafra de gado. A estimativa é que o quilo da carne de porco tenha aumentado 35%. Se antes era possível comprar um quilo de porco por R$ 3,50, atualmente o consumidor terá que desembolsar quase R$ 5.

O motorista, Gilmar Tavares, reclamou do preço da carne nos principais supermercados de Cuiabá. Pai de três filhos, Gilmar contou que o aumentou já prejudicou o orçamento mensal da família. "Pobre não pode mesmo comer carne, né? O quilo do músculo já estava beirando R$ 11. Mais de R$ 10 uma carne de segunda? Um absurdo!", reclamou o motorista.

No último mês, o corte da parte nobre, como o filé mignon, teve aumento de 38,7%. Já os de "segunda" tiveram aumento de aproximadamente 30%.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime