24.05.2011 | 00h27


CIDADES

Depois de queda de 33%, preço do álcool deve se estabilizar

INARA FONSECA   16h50
DA REDAÇÃO

Os proprietários de veículos flex ou movidos a álcool já podem respirar mais aliviados. O diretor-executivo do Sindicato das Indústrias Sucroalcooleiras de Mato Grosso (Sindálcool), Jorge dos Santos, afirmou nesta tarde (23) ao RepórterMT que o preço do álcool deve se estabilizar em torno do R$ 1,60. Nos últimos 20 dias, o álcool teve queda de 33%.

Com o início da safra de cana de açúcar 2011/2012 a expectativa é que o preço do etanol permaneça em queda, fato que também pode representar redução no valor da gasolina que possui 25% de etanol anidro em sua mistura.

De acordo com Jorge dos Santos, a queda dos valores é em decorrência da própria lógica de variação do mercado. "Lei da oferta e procura. Com o começo da safra, a oferta ficou maior do que a demanda, logo, os preços caíram", disse o diretor-executivo do Sindálcool.

Apesar da baixa nos preços, o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo (Sindipetróleo), Aldo Locatelli, mostrou-se desconfiado com o aumento de 140% do valor do álcool entre os meses de julho de 2010 a abril de 2011. "Em menos de um mês o álcool caiu drasticamente. Vejo como um ato duvidoso da Sindálcool", afirmou.

A elevação nos preços pode ser causada pelo próprio ciclo da safra de cana de açúcar. Segundo José dos Santos, a produção agrícola é realizada por nove meses, para consumo de 12 meses. "É necessário decidir quem vai ser responsável pelo estoque e montar estratégias para que não seja necessário o aumento", explicou.

Desde o início de maio, o consumidor já vem sentido o alívio no bolso. Em abril, para completar um tanque de 43 litros seria necessário desembolsar cerca de R$ 96. Atualmente, para preencher a mesma quantidade seria desembolsado R$ 63.

Com o valor médio de R$ 1,48, abastecer os automóveis com álcool já se torna mais vantajoso na Grande Cuiabá. Em alguns postos, o preço da gasolina chega a R$ 2,69 o litro. Um tanque completo do combustível sairia por aproximadamente R$ 116.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO