27.05.2011 | 12h56


CIDADES

Convênios feitos pelo município têm déficit de 29% em maternidade

INARA FONSECA   10h40
DA REDAÇÃO

O RepórterMT recebeu nesta manhã (27) denúncia feita pela  gestante, Márcia Regina, que falta leitos para as pacientes na maternidade conveniada ao Sistema Único de Saúde (SUS) do Hospital Santa Helena de Cuiabá. De acordo com o diretor da unidade, Ricardo Saad, há déficit de 29% nos leitos. "O hospital recebe por mês aproximadamente 200 pacientes grávidas a mais do que suporta", disse.

O complexo hospitalar recebe mensalmente cerca de 700 gestantes, mas só tem capacidade para 500. A situação é tão caótica que o governo do Estado precisou intervir. No início do ano, a Secretaria Estadual de Saúde anunciou repasse de verba para o Santa Helena com o objetivo de ampliar a maternidade. A obra possibilitaria mais 60 leitos na unidade. Segundo Ricardo Saad, até hoje não houve liberação para que a intervenção inicie.

Saad ainda alertou que o problema tem sido agravado na capital devido à transferência de pacientes da baixada cuiabana para os hospitais de Cuiabá. "Toda baixada, Chapada dos Guimarães, Santo Antônio do Leverger, Várzea Grande, vem se tratar em Cuiabá. Não há quem consiga gerenciar", explicou.

De acordo com Ricardo Saad, mesmo que o Hospital Santa Helena receba os 60 leitos, a unidade continuará com defasagem na parte da maternidade.

O secretário adjunto da Secretaria Municipal de Saúde, Euzer Carvalho, informou que o Município está ciente da situação, mas no momento nada pode ser realizado, além de aguardar a implantação dos 60 leitos.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO