14.02.2011 | 15h27


CIDADES

Catástrofe anunciada: chorume ameaça Cuiabá, sede da Copa 2014

SANDRA CARVALHO 15h23
ESPECIAL PARA O REPÓRTER MT

Uma catástrofe anunciada. Assim pode ser definida a atual situação do aterro sanitário de Cuiabá que este ano se transformou num imenso produtor de chorume. Um recorde indigesto para quem vai sediar jogos da Copa do Mundo de 2014.

O chorume é uma substância líquida resultante do processo de degradação e solubilização de resíduos sólidos provenientes de lixões e aterros sanitários. Viscoso e com cheiro bastante forte, é altamente poluente, já que é composto por substâncias diversas, incluindo matéria orgânica, metais pesados e outros produtos tóxicos, além de excrementos humanos e animais. Além disso, tem um grande potencial de atrair vetores de doenças.

Com estas características, este produto tem alto poder de poluir a água e o solo, além de causar doenças, sendo difícil prever seus resultados. Desta forma, todos os seres que compõem a cadeia alimentar podem ser comprometidos em consequência da sua ação.

Por liberar metano e gás carbônico, a poluição do ar torna-se, também, inevitável. Ainda, quando Wilson Santos "comandava" o Palácio Alencastro, o site navegadormt.com denunciou o vazamento do líquido poluidor em função da falta de capacidade de armazenamento nas lagoas de tratamento, esgotadas há muitos anos.

O Ministério Público, através da Promotoria de Meio Ambiente foi gentilmente presenteada com uma série de imagens mostrando o problema do chorume e lixo hospitalar, que na época, estava sendo desovado em vala séptica sem nenhum tipo de tratamento.

O promotor Gérson Barbosa entrou em ação e foi assinado um termo de ajustamento de conduta com a prefeitura de Cuiabá. A Prefeitura de Cuiabá enrolou todo mundo e de nada adiantou o " tal" TAC, vez que o problema continuou sem solução. Com a chegada das chuvas deste ano, mais uma vez a " montanha" poluidora voltou a " brotar" chorume em várias direções, tanto no sentido córrego Aricá e rio Coxipó, bem como Ribeirão do Lipa e rio Cuiabá.

O problema maior, "desconhecido" pelos fiscais da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Promotoria Ambiental, está justamente nas nascentes que correm na direção do córrego Ribeirão do Lipa e rio Cuiabá que estão sendo "inundadas" pelo líquido poluidor que está vazando na lateral esquerda da célula emergencial aos milhões de litros diariamente.

Em outras palavras, a Capital da Copa do Pantanal está sendo duramente atacada pela contaminação do seu lençol freático sem que nada seja feito para solucionar o problema.

O repórter fotográfico Eudes Talavera, do site www.navegadormt.com acompanha o caso desde a década de 90, quando o ex-Governador, falecido Dante de Oliveira, inaugurou o aterro sanitário com recursos do Banco Mundial. (com www.navegadormt.com)

Confira imagens incríveis do chorume que ameaça Cuiabá com imagens de Sandra Carvalho e produção de Eudes Talavera.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO