alexametrics
27.09.2011 | 18h41


CIDADES

Câmara fará concurso para 98 vagas; salários chegam a R$ 3,6 mil

DA REDAÇÃO   17h15

A Câmara de Cuiabá vai realizar, em novembro, o maior concurso de sua história para preenchimento de 98 vagas em nove funções, com salários que variam de R$ 1,66 mil, para formação de nível médio, até R$ 3,63 mil, para profissionais de nível superior. O edital de concurso foi publicado no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (27/09) com dada de ontem (26) e será executado pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em convênio firmado com o Poder Legislativo da Capital.

O presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Júlio Pinheiro (PTB), afirma que o concurso público é um dos principais compromissos da atual Mesa Diretora, que tomou posse 1º de janeiro. "Mesmo antes de assumirmos, já tínhamos colocado como meta a realização deste concurso em nossa gestão", explica o presidente, ao recordar que, mesmo antes da recomendação do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE), já existia vontade política dos novos dirigentes do Palácio Paschoal Moreira Cabral.


Júlio Pinheiro agradeceu publicamente ao empenho dos demais membros da Mesa Diretora: vereadores Arnaldo Penha (PMDB), primeiro vice-presidente; Antônio Fernandes (PSDB), segundo vice-presidente; Lueci Ramos (PSDB), primeira secretária; e Professor Néviton Moraes (PRTB), segundo secretário.


O advogado Eronides ‘Nona' Dias da Luz, secretário-chefe da Controladoria Interna da Câmara, afirma que todas as exigências legais foram cumpridas e estão previstas no edital de concurso. As inscrições vão de 11 até 20 de outubro e poderão ser feitas, via internet, no site www.ufmt.br/concursos, da Universidade Federal de Mato Grosso. As provas acontecem em 27 de novembro.


Dos 40 cargos para analista legislativo (nível superior), cinco são destinados a portadores de necessidades especiais (PNE). O mesmo ocorre com os 40 cargos de técnico legislativo (nível médio), ficando cinco, obrigatoriamente, para os PNEs.


O advogado Emmanuel Figueiredo Júnior, consultor jurídico da Câmara, explica que o concurso tem como objetivo adequar a demanda de servidores efetivos e preparando a Casa para o aumento no numero de vereadores, dos atuais 19 para 25, a partir da próxima legislatura - janeiro de 2013. Figueiredo Júnior observa que a Câmara cumpre, também, a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e recomendação do TCE.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime