10.10.2019 | 12h02


NA CONTRAMÃO

Bêbado leva tiro ao fugir da polícia para não fazer teste do bafômetro



Um homem que foi flagrado ao conduzir um carro em alta velocidade desobedeceu a ordem de parada da Polícia Militar e fugiu. O acusado, que chegou a sair do veículo e invadir uma casa, foi atingido na costela por um disparo de arma de fogo durante o ato de resistência à prisão.

Conforme contra no boletim de ocorrência, o homem foi flagrado em um carro Gol com os faróis apagados e em alta velocidade no cruzamento da avenida Brasil com a avenida Curitiba. Ao sair na contramão e em alta velocidade, a PM acionou os sinais sonoros e luminosos, mas o motorista não obedeceu a ordem de parada.

No bairro Bom Jesus, o acusado trafegou por diversas ruas em alta velocidade, saltou quebra-molas e colocou a própria vida e de terceiros em risco. Segundo a polícia, em frente de um barzinho, o suspeito parou bruscamente o veículo, abriu a porta, saiu correndo e entrou na residência de uma mulher.

De lá, ele saiu correndo pela rua das Videiras e um soldado correu a pé para tentar o acusado que corria com as mãos na cintura aparentando portar algo. Durante o acompanhamento tático, por temer que o suspeito reagisse, a PM efetuou um disparo de arma de fogo e ele foi atingido na costela.

À Polícia Militar, o homem disse ter fugido porque ingeriu bebida alcoólica. A guarnição acionou o Corpo de Bombeiros, que socorreu suspeito  e o encaminhou ao Hospital Regional de Sorriso.

Em entrevista à imprensa, o major Inácio informou que o suspeito estava muito transtornado. “Ele levou mão à cintura e isso levou o policial a acreditar que ele poderia sacar algo da cintura. Depois de várias ordens para ele se deitar para que fosse feita a abordagem, o mesmo não obedeceu e o policial precisou efetuar um disparo de arma de fogo que após esse disparo o cidadão continuou em fuga e posteriormente foi feita a abordagem”.

O jovem, de 25 anos, está estável, mas ficou na unidade médica sob observação. Um boletim de ocorrência em desfavor do acusado por violação de domicílio, crimes contra a administração pública (resistência e desobediência), condução de veículo sob efeito de álcool e direção perigosa foi registrado.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER