alexametrics
10.07.2011 | 09h16


CIDADES

Apenas 4 amarelinhos fiscalizam Faixa Verde na Capital

MAYARA MICHELS  08h10
DA REDAÇÃO

O transito é, há mais de 10 anos, um dos maiores gargalos da infraestrura de Cuiabá e, a cada ano que passa, a situação só faz piorar. O caos, pelo menos é o que se espera, tende a melhorar após o término das obras de mobilidade urbana, que serão implantadas para receber a Copa do Mundo de 2014. Até lá, a bagunça e a falta de fiscalização irão continuar imperando nas ruas e avenidas da cidade.

Para se ter uma ideia, dos 40 agentes de trânsito de Cuiabá, os amarelinhos, apenas oito trabalham na fiscalização dos veículos estacionados de forma irregular. Eles se revezam em dois turnos e, portanto, na prática, apenas quatro fazem o serviço.

Estimativas da própria Secretaria Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), o número ideal de agentes seria 300, ou seja, 1 para cada mil veículos. A expectativa da SMTU é que um novo concurso seja lançado até o final deste ano para a contratação de mais 150 amarelinhos.

Segundo o diretor de trânsito da pasta, Jackson Messias, apenas 20% da equipe fiscaliza os veículos que estão estacionados em faixas verdes, porque o resto precisa auxiliar a PM. "80% monitoram o trânsito e auxiliam a polícia nos congestionamentos", afirmou.

VERDINHOS

O superintendente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL), Nelson Soares, afirmou que a CDL conta com 64 verdinhos, aqueles que ficam nas ruas colocando avisos de multa nos veículos e vendendo cartelas de Faixa Verde. Em media, um fiscal cuida de 15 vagas. "Os amarelinhos são poucos, estamos há meses tentando aumentar o efetivo deles, pois os fiscais da CDL monitoram, mas não há agentes para punir quem esta irregular", afirmou Soares.

Ele conta que os novos verdinhos da CDL passaram por um treinamento e começaram a trabalhar com um smartphone. Assim que notificam um veículo irregular colocam um alerta no carro e uma mensagem é encaminhada para central automaticamente, com a placa e o horário que o veículo foi encontrado. O registro digital é feito para controle das atividades e para saber onde estão os fiscais, além de levantar dados que possam servir para estatísticas.

MULTAS

Os policiais militares também estão autorizados a aplicar multas, caso encontrem um veículo irregular. Entretanto, a fiscalização diária é feita pelos quatro amarelinhos. A SMTU aconselha os motoristas a comprarem uma cartela de bilhetes e deixer em seus veículos para não haver risco de levar uma multa, caso não encontrem o fiscal no momento em que localizar uma vaga.

A CDL conta com 74 pontos de venda do cartão na cidade, além dos agentes que também vendem os bilhetes. A multa para este tipo de infração é de R$ 84,00 e rende 4 pontos na carteira. Com 20 pontos a CNH é suspensa pelo Detran.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime