29.10.2015 | 11h16


ESTUPRADOR E LADRÃO

Polícia divulga foto de bandido para que vítimas denunciem

Após ser preso no dia 21 de outubro, acusado de roubar e estuprar duas mulheres, uma terceira mulher o procurou e também denunciou o bandido, por isso a Polícia imagina que o número de vítimas possa ser maior.


DA REDAÇÃO

Preso, acusado de roubar e estuprar três mulheres na Grande Cuiabá, a Polícia Civil divulga a foto do criminoso, Rony Fábio de Oliveira, de 35 anos, com o intuito que novas vítimas reconheçam e o denunciem. "Acreditamos que com a divulgação da foto do acusado, novas vítimas irão reconhece-lo e procurar a delegacia para denunciar o crime", disse a delegada Eliane da Silva Moraes, da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher.

De acordo com a Polícia Civil, o bandido usou o mesmo ‘modus operandi’, quando escolhia a vítima e entrava no carro dela, no mesmo momento que ela

Rony foi preso no dia 21 deste mês acusado de roubo seguido de estupro. Porém, com a divulgação da detenção dele, uma terceira vítima foi até a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher e o acusou dos mesmos crimes.

De acordo com a Polícia Civil, o bandido usou o mesmo ‘modus operandi’, quando escolhia a vítima e entrava no carro dela, no mesmo momento que ela. Em seguida, apontava uma arma para mulher e a obrigava a dirigir até um lugar ermo. A vítima era ameaçada de morte e obrigada a fazer sexo oral no acusado.

Para fazer novas denúncias contra o acusado, a Polícia orienta que as pessoas liguem no número 197 (Polícia Civil) ou procurem a Delegacia da Mulher

Para fazer novas denúncias contra o acusado, a Polícia orienta que as pessoas liguem no número 197 (Polícia Civil) ou procurem a Delegacia da Mulher, na rua Cel. Peixoto, número 84, no bairro Bandeirantes, em Cuiabá.  

A IDENTIFICAÇÃO

Rony foi identificado quando durante o crime, registrado no dia 7 de outubro, deixou cair no carro, de uma das vítima, um extrato bancário com o nome completo e o número da conta.

Rony foi identificado quando durante o crime, registrado no dia 7 de outubro, deixou cair no carro, de uma das vítima, um extrato bancário com o nome completo e o número da conta.

Com isso, policiais da Delegacia da Mulher descobriram que o bandido estava em liberdade condicional, desde novembro de 2014 e que estava com uma audiência marcada este mês para colocar uma tornozeleira eletrônica.

Rony, que trabalhava como mecânico, acabou detido em uma oficina no bairro Baú, da capital. Ele voltou a ser detido no presídio do Carumbé.

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER