17.05.2019 | 08h51


DEU RUIM

Vizinhos se enfrentam com pedras e facão por causa de senha do Wi-Fi

O ato violento durou alguns minutos. Moradores aterrorizados com o ato tiveram que se proteger.



Um caso completamente bizarro aconteceu no bairro Oasis de Santa Catarina, na Colômbia. Várias pessoas atacaram uma casa em que entre os moradores está Belkis Camargo. Ela contou que a vizinha pediu que ela lhe desse acesso à sua rede Wi-Fi em troca de ajudá-la a pagar a conta. No entanto, no final do mês não houve pagamento. Como o acordo não foi cumprido a senha de acesso foi trocada, gerando a revolva descabida da vizinha que então teve uma atitude criminosa, atacou a casa de Camargo, em conjunto com outras pessoas. 

O ato violento durou alguns minutos. Moradores aterrorizados com o ato tiveram que se proteger. O Uma gestante chegou a ser atingida por uma pedra arremessada por um dos s ânimos foram acalmados apenas quando a polícia chegou.vândalos. A pedra acertou sua barriga. Imediatamente ela teve que ser levada ao hospital, forçando um parto prematuro do bebê. “Ela tinha seis meses de gravidez, a pedra que acertou sua barriga afetou o líquido amniótico, e o bebê teve que ser removido”, explicou um vizinho.

O secretário de segurança, Camilo George, condenou esse ato de intolerância e pediu que às pessoas resolvam seus conflitos na base do diálogo. Foi constatado que a mulher responsável por incitar o ato já tem passagens pela polícia e cumpre prisão domiciliar. Os moradores da região estão coletando assinaturas com o objetivo de expulsá-la. Eles alegam que ela é problemática e altera a tranquilidade do bairro.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Enquete

R$ 65 MILHÕES

Você é a favor ou contra o corte de Bolsonaro no orçamento da UFMT e IFMT?

Sim, só produzem baderna

Não, vai piorar o nível dos cursos

Sim, a maior parte do gasto é com altos salários de servidores

Não, deveria aumentar os investimentos

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER