16.04.2018 | 09h20


SAÚDE E BEM ESTAR

Ter tatuagem ajuda a fortalecer o sistema imunológico, diz estudo

Isso porque causa uma significava uma melhora das respostas imunológicas, o que deixa nosso organismo, como um todo, menos sujeito a novas infecções e doenças



Se você é do tipo de pessoa que ama tatuagem, um estudo da Universidade do Alabama (EUA) te dá um novo motivo para riscar a pele com novos desenhos. Os pesquisadores descobriram que nosso corpo enfrenta melhor infecções a cada nova arte feita.

Isso porque causa uma significava uma melhora das respostas imunológicas, o que deixa nosso organismo, como um todo, menos sujeito a novas infecções e doenças. Mas, atenção: só é válido para quem tem mais de uma tatuagem pelo corpo.

A lógica do estudo é parecida com a que acontece quando ficamos com a garganta inflamada, por exemplo. Na primeira crise, nosso corpo não está acostumado com o ataque e nos sentimos enfraquecidos. Mas quando isso acontece novamente, a resistência interna para lutar contra a doença aumenta.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores acompanharam um grupo de voluntários (24 mulheres e 5 homens) durante uma sessão com o tatuador. Eles, então, analisaram a quantidade de um anticorpo chamado imonuglobina A e do cortisol, hormônio relacionado ao estresse, na amostra de sangue.

Percebeu-se que os níveis da imunoglobulina caem menos a cada nova tatuagem, ou seja, a proteção do corpo se fortalece cada vez. "Nossos dados sugerem que o corpo habitua ao longo do tempo ao estressor da tatuagem", escreveram os autores.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER