12.10.2017 | 07h55


POSSÍVEIS TRAIDORES

Homens com rosto largo são mais atraentes, mas menos confiáveis

Acredita-se que a estrutura facial esteja ligada à exposição a hormônios em certas etapas do desenvolvimento, como a puberdade.



Além de ajudar na escolha dos óculos mais adequados ou da maquiagem perfeita, o formato de seu rosto determina também seu sex appeal. E, nesse caso, o cobiçado rosto triangular não está com nada: quem se dá melhor é quem possui um shape mais curto e redondo. Ter a famosa cara de bolacha, no fim das contas, pode ser até uma vantagem na hora do flerte – um tanto menos para os homens, que, apesar de mais desejados, também aparentam ser mais cafajestes.

A conclusão integra um novo estudo, publicado no jornal Archives of Sexual Behavior, criado para entender até que ponto consideramos o rosto na hora de buscar por um parceiro.

Os experimentos envolveram dois grupos de estudantes universitários canadenses. Em um deles, 145 mantinham um relacionamento heterossexual estável e responderam um questionário sobre sua personalidade e desejos sexuais. Além disso, foram fotografados para que os cientistas pudessem ter um banco de dados sobre as dimensões de seu rosto. A segunda turma fez mais ou menos o mesmo procedimento – mas, dessa vez, estavam em um total de 314 estudantes de outra universidade. Também foi levado em consideração critérios como orientação sexual, as chances que cada um tinha de pular a cerca e a opinião deles sobre sexo casual – feito sem amor nem vínculo, apenas por fins recreativos.

De acordo com os pesquisadores, homens e mulheres com um rosto mais quadradão ou largo pareciam mais atraentes que os outros. Desse seleto grupo, porém, só os homens se destacaram negativamente no quesito infidelidade. Os donos dos rostos perfeitos disseram ser mais favoráveis ao sexo casual e a também consideraram trair suas companheiras. Em um estudo anterior, eles já tinham sido apontados como mais dominantes socialmente, menos confiáveis e mais agressivos, se comparados a homens com rostos mais finos e compridos.

Acredita-se que a estrutura facial esteja ligada à exposição a hormônios em certas etapas do desenvolvimento, como a puberdade. Ter mais contato com hormônios como a testosterona aumentaria a chance de desenvolver atitudes mais dominantes ou agressivas. Juntamente com fatores genéticos, isso também explicaria a presença mais acentuada de características masculinas, como ossos da bochecha mais proeminentes.

 

Então, já sabe. Deixar a fita métrica no bolso para o próximo encontro não é uma ideia tão ruim quanto parece. Quem sabe, pode ser uma forma de selecionar melhor os matches que a vida proporciona – e encontrar seu par ideal com menos esforço.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER