17.02.2017 | 13h34


ÚLTIMOS BENS

Advogado compra vaca e porco para facilitar divórcio de cliente

Eles eram últimos bens a serem negociados para finalizar a separação do casal, que viveu junto por 21 anos, em Niquelândia (GO)



Só a compra de uma vaca e um porco foi suficiente para colocar um ponto final em uma disputa de partilha de bens entre um casal que já durava três anos. Os animais foram comprados por Nilson Ribeiro Spíndola, advogado do homem que pediu o divórcio da mulher. Os bichos eram os últimos bens a serem negociados para finalizar a separação , que viveram juntos por 21 anos, em Niquelândia, no norte de Goiás.

A sugestão da compra dos animais foi feita pelo juiz Fernando Ribeiro de Oliveira. Spíndola aceitou e pagou à mulher R$ 1.350 pelos bichos. O casal não pode recorrer da decisão. O advogado pegou o caso do cliente de forma voluntária e não cobrou pelos honorários, uma vez que o homem tinha origem humilde.

O advogado contou que o casal tinha como patrimônio a ser repartido no divórcio composto por uma casa de pau a pique, um saco de farinha, 15 galinhas, uma antena parabólica, uma égua, 50 pés de guariroba, um triturador, um cachorro, uma vaca e um porco.

A briga começou porque a mulher se mudou para a cidade e não levou os animais, mas não abria mão da sua parte. Ao mesmo tempo, o homem não conseguiria comprar a parte dela.

A audiência de conciliação durou duas horas. O homem, enfim, concordou em pagar, em 30 meses, os bens da ex-esposa e a pensão da filha de 17 anos. O total ficou em R$ 200 por mês.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER