03.01.2017 | 14h50


FICHA SUJA

Em Rondonópolis, Pátio demite secretário de Saúde três dias após nomeação

Pressão do bloco de apoio ao prefeito e antecedentes criminais contribuíram para a exoneração do advogado Adolfo Grassi


DA REDAÇÃO

O prefeito de Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá), José Carlos do Pátio (SD), exonerou nesta terça-feira (3) o recém-empossado secretário municipal de Saúde, Adolfo Grassi de Oliveira.

Secretário-geral do partido do prefeito, o advogado e sindicalista Grassi havia sido nomeado há três dias para o cargo.

A sua indicação, no entanto, sofreu forte resistência do arco de aliança do prefeito, que, há tempos, disputa uma pasta considerada das mais estratégicas.

Líderes do bloco teriam alegado ainda que a vida pregressa de Grassi não o recomendaria para o cargo.

O advogado disputou a Prefeitura de Cuiabá nas eleições de 2012.

Na época, ele foi condenado a 10 meses e 20 dias de detenção por ter ofendido, durante a campanha, o então adversário, Mauro Mendes (PSB), eleito prefeito e cujo mandato se encerrou no último dia 31 de dezembro.

Como a pena fixada era inferior a dois anos, foi substituída por prestação de serviços à comunidade, além de multa equivalente a R$ 1,2 mil.

A decisão foi juiz Yale Sabo Mendes, da 51ª Zona Eleitoral, que, nos autos, lembrou os antecedentes criminais do ex-secretário: "(...) A sua vida pregressa é desfavorável, conforme se depreende dos antecedentes criminais carreados aos autos às fls. 159 e 163/166, dos quais se verifica que Adolfo Grassi de Oliveira já fora processado pelo crime de furto na Justiça Comum do Estado do Acre e por crime contra os costumes (estupro) em Rondonópolis/MT. No entanto, diante do transcurso de mais de 10 (dez) anos, não se pode mais reconhecer os efeitos da reincidência no âmbito criminal". 

O Gabinete de Comunicação da Prefeitura informou que, ainda nesta terça-feira, Pátio assina o ato de exoneração de Grassi.

Substituição

A secretária-adjunta Isalba Albuquerquer deve assumir o comando da Saúde Pública na gestão de Zé do Pátio.

A secretária-adjunta Isalba Albuquerque deve ser  nomeada pelo prefeito para comandar a Saúde Municipal. Ela é funcionária de carreira há mais de dez anos.

Além de Adolfo Grassi residir em Cuiabá, não teria bom trânsito na Prefeitura e foi escolhido por Pátio por ser secretário-geral do partido Solidariedade. 

Isalba Albuquerque integrou a equipe que desenvolveu o Plano de Governo do prefeito no que se refere ao setor da Saúde Pública.

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER