07.05.2019 | 08h12


TIRO NO PESCOÇO

Vendedor é morto em casa de prostituição por causa de três cervejas

O crime aconteceu em Nobres. Vítima era moradora de Várzea Grande e chegou a ser socorrida por um amigo, mas morreu antes de chegar em uma unidade de saúde.


DA REDAÇÃO

Rafael Fabrício de Castro, 32 anos, foi morto ao ser atingido por um tiro no peito e outro no pescoço, dentro de uma casa de prostituição localizada no bairro Jardim Petrópolis, em Nobres (a 125 km de Cuiabá). O crime aconteceu quando a vítima foi cobrar três cervejas que teria deixado pagas no local.

De acordo com o boletim de ocorrência, o assassinato aconteceu na madrugada desta terça-feira (07), por volta das 1h35. Rafael era morador da cidade de Várzea Grande e trabalhava como vendedor representante da BRF.

Um amigo de Rafael presenciou o assassinato. Ele disse que o autor dos disparos estava do lado interno do balcão de atendimento e sacou um revólver durante uma discussão com a vítima.

A testemunha ainda conseguiu colocar Rafael em um carro particular para o levar até uma unidade de saúde, porém a vítima morreu no caminho.

O autor dos tiros conseguiu fugir e sequer foi identificado pela Polícia Militar. As mulheres que trabalhavam no local disseram que são de outro município e que não conheciam o atirador.

O caso é investigado pela Polícia Civil.

Leia também

Mulher que matou amiga com facada no coração sai da cadeia











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER