12.10.2017 | 09h58


INIMIGO ÍNTIMO

Travesti é assassinada com tiro no pescoço pelo companheiro

A motivação do crime é desconhecida, porém, ao conversar com moradores, os policiais obtiveram a informação de que o assassino seria um homem, identificado pelas iniciais S.R.S.


DA REDAÇÃO

Uma travesti, identificada apenas como “Michele”, foi assassinada na tarde de quarta-feira (11), no bairro Residencial Altos do Parque, em Cuiabá. A vítima tinha 47 anos e foi morta com um tiro no pescoço pelo companheiro.

Conforme o boletim de ocorrência, o crime aconteceu por volta das 15h30. Vizinhos encontraram o corpo da travesti no chão, dentro de uma casa e acionaram a PM.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local e constatou a morte de Michele, cujo corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) para procedimentos.

A motivação do crime é desconhecida, porém, ao conversar com moradores, os policiais obtiveram a informação de que o assassino seria companheiro da vítima, identificado pelas iniciais S.R.S.

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) está investigando o caso.

Outro caso

Ainda na quarta-feira, outra travesti, identificada como Eliandro Brasilino de Morais, 31 anos, sofreu uma tentativa de assassinato, no bairro Jardim Potiguar, região do Zero Km – ponto conhecido de prostituição em Várzea Grande.

A travesti já havia sido detida pela Polícia Militar, na última sexta-feira (6), acusada de ter roubado um cliente.

Já na madrugada desta quarta-feira (11), ela havia realizado um programa sexual e o cliente a deixou na rua. Realizando diversos disparos de arma de fogo em seguida.

Eliandro foi atingido por dois tiros. Um deles acertou a boca e atravessou a face, saindo pela nuca. O outro tiro atingiu o braço esquerdo.

Leia mais 

Travesti leva tiro na boca após programa sexual em Várzea Grande

Travesti é encontrada morta com faca cravada no rosto











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER