10.09.2010 | 18h56


Primeira etapa da duplicação da MT-251 estará liberada até outubro



Da Redação

A primeira etapa das obras de duplicação da Rodovia Emanuel Pinheiro, a MT-251, que liga Cuiabá a Chapada dos Guimarães, será entregue em outubro. O trecho de 16,7 quilômetros, entre o trevo da Fundação Bradesco e o trevo de Manso, foi vistoriado na tarde desta quinta-feira (09.09) pelo governador Silval Barbosa e pelo secretário de Estado de Infraestrutura, Arnaldo Alves de Souza Neto, juntamente com o diretor da empresa responsável pela obra, Arlindo Cavaca.

“A expectativa é que até o fim do mês de outubro este trecho esteja liberado. É uma obra complexa devido a algumas interferências nas travessias. Mas o avanço está sendo rápido até porque estamos usando máquinas da mais alta tecnologia”, explicou Cavaca. Uma destas máquinas (de nome Recicladora) está cortando o asfalto antigo e o material - considerado de boa qualidade - será incorporado ao novo material que dará origem a base sob a qual será colocada nova camada de asfalto.

O governador acompanhou atentamente as explicações dos engenheiros e ressaltou que esta obra "vai dar mais segurança para quem trafega nesta rodovia. A duplicação vai reduzir drasticamente o número de acidentes nesta estrada que, infelizmente, apresentava alto índice de ocorrências”, observou.

De acordo com o secretário Arnaldo de Souza, o trecho que estará pronto até meados de outubro, está orçado em R$ 21 milhões. Em 2011, assim que as licenças ambientais estiverem liberadas as obras serão reiniciadas do Trevo de Manso até Chapada. “As obras de pavimentação de rodovias que atravessam Estradas Parques precisam da anuência do Instituto Chico Mendes”, informou o secretário. Os recursos para estas obras já estão alocados.

Também no ano que vem, outra frente de trabalho irá concluir as obras na rodovia do trecho (cerca de 2 km) que vai do Trevo da Estrada da Guia até o Trevo da Fundação Bradesco. Segundo Arnaldo Souza, ocorreram algumas modificações no projeto. “Por causa de alguns loteamentos que estão previstos na região pelo menos dois trevos terão que ser feitos na rodovia”, explicou.

Para evitar o tráfego de veículos pesados na MT-251, o governador Silval Barbosa informou que estão sendo estudadas duas alternativas para desviar o trânsito e os projetos estarão concluídos até o próximo ano. Uma delas ligaria o bairro Pedra 90 até Chapada (13 km após a cidade). A próxima meta do Governo do Estado, após as obras de duplicação da Emanuel Pinheiro, é a duplicação da MT-040 de Cuiabá até Santo Antônio de Leverger. “Já temos os recursos para esta obra”, garantiu Silval.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER