30.11.2018 | 07h40


"BANDA" PODRE

Policiais de folga matam dono de bar no Zero Km e trocam tiros com colegas

Segundo o boletim de ocorrência, dois policiais militares tentaram atirar contra colegas de farda ao serem presos em Várzea Grande. A dupla é acusada de matar o dono de um bar.


DA REDAÇÃO

Dois policiais militares que estavam de folga, identificados com as iniciais R.S.F., e A.J.M. (ambos de 37 anos), mataram o dono de um bar no Zero Km, em Várzea Grande e foram baleados ao entrar em confronto com policiais de serviço, na madrugada desta sexta-feira (30).

Os acusados foram localizados pelos militares minutos depois de assassinarem o dono do bar Mandala, Claudinei Pereira Mota, 42 anos.

Segundo o boletim de ocorrência, quando os policiais (que estavam em serviço) chegaram no local, receberam a informação de que duas pessoas tinham feito vários disparos de arma de fogo em direção ao dono do estabelecimento.

Após a denúncia, equipes da PM realizaram buscas na região e flagrou uma dupla correndo pela rua. Ao serem abordados, R.S.F., e A.J.M. sacaram as armas, mas foram baleados antes que conseguissem atirar nos policiais em serviço. R.S.F. foi atingido na perna esquerda, A.J.M. na perna direita.

RepórterMT/PMMT

Claudinei Pereira Mota

Claudinei Pereira Mota, morto pelos policiais.

Após serem feridos, eles se identificaram como policiais. Em seguida foram socorridos e encaminhados para o Pronto-Socorro de Várzea Grande, onde receberam atendimento médico.

O dono do bar não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrada no Pronto-Socorro de Várzea Grande.

O caso é investigado pela Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O Comando da Polícia Militar ainda não se pronunciou sobre o ocorrido.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER