Cuiabá, 18 de Janeiro de 2017

Facebook Twitter Rss
10.01.2017 | 15h20
A- | A+


POLÍCIA / "BOCA DE FUMO"

Polícia prende família que controlava tráfico de drogas em VG

Além dos traficantes, um acusado de roubos de carga foi preso pela Polícia Militar, durante uma operação no bairro Água Vermelha


DA REDAÇÃO

Divulgação

Clique para ampliar

A família inteira foi presa em uma "boca de fumo", no bairro Água Vermelha, em Várzea Grande

Uma família acusada de comandar um ponto de tráfico de drogas foi presa no bairro Água Vermelha, em Várzea Grande, na noite de segunda-feira (9).

Armas e drogas foram apreendidas na "boca fumo", que, segundo a Polícia Militar, era comandada pelo pai e dois filhos.

Foram presos José Aparecido da Silva, 53, e seus dois filhos, Jhonatan Santos da Silva, 27, e Jhony Santos da Silva, 23.

Com eles foram encontrados cocaína, balança de precisão e diversos materiais para o preparo da droga para venda.

O usuário de drogas Cleiton Siqueira Assunção, 34, também foi detido pela Polícia.

Divulgação

66c4d96a-d1de-45ee-87f9-59f35ca83de0.jpg

Com os traficantes, foram apreendidos armas, munições, dinheiro, drogas e materiais para o preparo dos entorpecentes para o comércio 

Com os traficantes foram encontrados um revólver Taurus de calibre 32 com duas munições e uma arma artesanal.

Eletrônicos também foram apreendidos, além de R$ 666 em dinheiro.   

Ladrão de carga

Saturnino Andrade Sena da Silva, 28, também foi preso próximo ao ponto de tráfico.

De acordo com a Polícia, ele é foragido da Justiça por envolvimento em roubos de cargas na região.

O criminoso estava escondido em uma casa no bairro e foi denunciado por vizinhos.

Ainda de acordo com a Polícia, várias pessoas tentaram impedir que os criminosos fossem algemados e levados até a viatura. 

Todos foram conduzidos, juntamente com o material apreendido, à Central de Flagrantes. 



COMENTÁRIOS









Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER