10.09.2010 | 17h45


Maior estelionatário do Brasil é suspeito de roubo de avião em Mato Grosso



Da Redação

A Polícia Federal (PF) esclarece o caso sobre o roubo do avião bimotor da empresa Abelha Táxi Aéreo, ocorrido no início de julho. Hoje foram presas quatro pessoas, acusadas de terem participado do roubo da aeronave. Entre os suspeitos está um do maiores golpistas do Brasil, conhecido em vários países, e que já estava preso em Cuiabá desde abril deste ano.

De acordo com fontes da Polícia Federal, ação foi articulada por bandidos que presos na Penitenciária Central do Estado. Neste momento, agentes da Polícia Federal fazem uma busca na Penitenciária Central, antigo Pascoal Ramos, para encontrar mais provas do envolvimento dos criminosos presos.

Entre os suspeitos de envolvimento está o homem conhecido como Marcelo Nascimento da Rocha, um dos maiores estelionatários do país. Ele ficou conhecido em todo o Brasil em 2001 quando se passou pelo filho do dono de uma das maiores companhias aéreas do país, em Recife (PE). A aronave foi roubada para ser usada no tráfico internacional de drogas.

Os crimes do homem que enganou o Brasil ao se passar por empresário

Logo depois de fugir da da polícia no Acre, onde foi preso transportando drogas em um avião que pilotava, Nascimento se divertiu e enganou muita gente no Recifolia, o Carnaval fora de época da capital pernambucana. Ele ficou quatro dias em um camarote vip, comeu, bebeu, deu entrevistas para programas de TV em rede nacional, desfilou ao lado de gente famosa, utilizando o nome de Constantino, filho de um empresário do setor de transporte aéreo.

Ele chegou a utilizar aeronaves para transportar famosos, toda farsa armada na maior cara de pau, sem pagar um tostão. Os crimes praticados por esse paranaense parecem aventuras, histórias que parecem invenções de filmes, mas os casos são verdadeiros.

Ele já utilizou dezenas de identidades para aplicar golpes, entre elas, Victor Hugo, Juliano Silva, Marcelo Ferrari Contti, entre outras. A vida no crime já rendeu livro e até filme para o cinema nacional. Segundo informações, Marcelo Nascimento da Rocha, preso em Cuiabá desde abril deste ano, estaria escrevendo um livro para contar seus casos de polícia.

A ficha dele é extensa, com mais de 10 processos. Após fugir de um presídio no Rio de Janeiro, ele foi preso em Rondônia em 2009. Depois veio para Mato Grosso, onde responde por crime de associação ao tráfico em Tangará da Serra. Chegou a ficar alguns mesos presos em Sinop, no presídio Ferrugem, e em abril de 2010 foi transferido para a Penitenciária Central do Estado.

* Colaborou: Jonas Campos Tvca











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER