20.04.2017 | 08h50


"LAÇOS DE FAMÍLIA"

Garota de 14 anos é estuprada por primo e amigo em Cuiabá

A mãe da adolescente fez a denúncia após a filha se queixar de dores na genitália e revelar o estupro.


DA REDAÇÃO

A Polícia Militar apreendeu dois adolescentes, de 15 e 16 anos, acusados de estuprar a prima de um deles, uma garota de 14 anos de idade, no bairro Novo Terceiro, em Cuiabá, na noite de quarta-feira (19).

A mãe da adolescente denunciou o fato após a filha chegar em casa, por volta das 19h, reclamando de dores na genitália.

Ela questionou a filha sobre o que aconteceu e a menina relatou que o primo e amigo dele a obrigaram a manter relação sexual.

Após a denúncia, uma equipe de policiais do 10° Batalhão de Polícia Militar (BPM) foi até o local e encontrou os adolescentes ainda próximos da casa da vítima.

De acordo com o boletim de ocorrência, eles foram apreendidos pela PM e encaminhados até a Central de Flagrantes (Cisc) do bairro Planalto, onde o caso foi registrado.

Os menores devem responder pelo ato infracional equivalente ao crime de estupro. A Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica) acompanha o caso.

Mãe e padrasto

A Polícia Civil investiga um casal acusado de estuprar e agredir duas crianças de sete e cinco anos, no bairro Praeirinho, em Cuiabá. As agressões e os abusos teriam sido cometidos pela mãe, identificada como E.M, de 25 anos e pelo padrasto, conhecido por "Pezão", há mais de três semanas.

A queixa chegou até a Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica). De acordo com a denúncia, além de abuso sexual, o casal é acusado de fazer sexo, na frente da menina M.H.M., de sete anos e do menino, P.H.M.S, de cinco. 

Leia mais

Mãe e padrasto são acusados de estuprar e agredir crianças de 7 e 5 anos











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER