11.10.2018 | 11h20


SOFREU AMEAÇAS

Fazendeiro mata invasores de terra a tiros e avisa a polícia em Mato Grosso

O agricultor foi até a delegacia de Guarantã do Norte logo após o crime e confessou ter atirado em invasores para se defender.


DA REDAÇÃO

Um agricultor, de 53 anos, matou dois invasores a tiros em sua propriedade rural em Guarantã do Norte (a 721 km de Cuiabá), na manhã de quarta-feira (10). Na delegacia ele contou que já tinha sido ameaçado de morte pelos invasores e atirou para se defender.

Uma das vítimas foi identificada como Josselino Gonçalves, 70 anos. A segunda vítima ainda não foi identificada.

De acordo com o produtor rural, no último dia 4, Josselino cortou a cerca da sua propriedade e avisou a um funcionário que era para prender alguns bois, pois ele iria invadir o local.

Na manhã de quarta-feira, porém, o agricultor disse que foi conferir o serviço de limpeza feito por um dos funcionários e flagrou Josselino e um rapaz cortando a cerca da propriedade.

Em seguida, segundo o agricultor, os invasores correram para um carro e ‘puxaram um saco’. Neste momento, ele sacou a arma e atirou em direção à dupla para proteger o filho e o funcionário que também estavam no local.

Algumas horas depois, na companhia de um advogado, o atirador se apresentou na delegacia para comunicar o fato e autorizou o recolhimento das armas, um revólver e uma espingarda.

Ele foi liberado da delegacia após a comunicação. O caso é investigado por meio de um inquérito instaurado pela Polícia Civil.

Leia também

Polícia mata bandido em troca de tiros após assalto em Cuiabá; um é preso











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Davi  11.10.18 20h28
Sou policial militar, estou cansado dessas injustiças com o cidadão de bem. Bolsonaro Presidente! Anistia para este trabalhador que matou um criminoso.

Responder

22
1
Sueli silva  11.10.18 16h02
Parabéns menos dois vagabundos, ladrão de terra, safados, preguiçosos, não querem trabalhar, querem roubar dos outros, etc e etc

Responder

30
1

Enquete

R$ 65 MILHÕES

Você é a favor ou contra o corte de Bolsonaro no orçamento da UFMT e IFMT?

Sim, só produzem baderna

Não, vai piorar o nível dos cursos

Sim, a maior parte do gasto é com altos salários de servidores

Não, deveria aumentar os investimentos

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER