13.07.2019 | 10h55


PRESO NO CARUMBÉ

Digital influencer que publicou nudes de ex-namorada está em cela comum

Após audiência de custódia, ele foi transferido na noite de sexta-feira (12) e deve ficar na ala evangélica, onde estão os criminosos considerados de menor periculosidade


DA REDAÇÃO

O cantor sertanejo e digital influencer Rafic Mohamad Yassine, de 22 anos, preso na sexta-feira (12) por ameaça, divulgação de conteúdo com nudez e pornografia, está preso no "Fundão A", em uma cela comum no Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC), o antigo Presídio do Carumbé, conforme a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp). 

A imagem de Rafic em cela comum viralizou nas redes sociais.

Rafic chegou ao local na noite de sexta-feira (12), após ter a prisão preventiva decretada pela juíza Ana Graziela Vaz, da Primeira Vara Especializada de Violência Doméstica Familiar contra Mulher de Cuiabá, durante audiência de custódia no Fórum de Cuiabá.

A Sesp informou que a presença de Rafic no Fundão A é provisória, até que a direção do presídio decida para qual setor ele será transferido. Conforme apurou o , ele deve ficar no raio dos evangélicos, que são criminosos de menor periculosidade. 

Rafic é conhecido pela sociedade cuiabana, seu perfil no Instagram possui 226 mil seguidores e 40 milhões de impressões (quantidade de visualização de conteúdo).

Ele foi denunciado pela ex-namorada, no dia 28 de junho, por a ameaça de morte e divulgar fotos íntimas dela em redes sociais.

A Polícia Judiciária Civil (PJC) explica que crime de divulgação de cena de sexo e/ou pornografia, acrescentado ao código penal no ano passado, tem a pena de 01 a 05  anos. No caso do cantor, ficou configurado a chamada “pornografia de revanche/vingança”, sendo que além da relação íntima de afeto entre ele e a vítima a divulgação foi claramente efetuada com a intenção de vingança, tendo então um aumento de 1/3 a 2/3 na pena.

O caso

Um boletim de ocorrência foi registrado, acusando o músico de supostamente ter ameaçado a mulher e um policial militar, enquanto jantavam, na Praça Popular, em Cuiabá.

O cantor, segundo ela, teria se irritado ao vê-la na companhia de outro homem.

De acordo com a denúncia, as vítimas teriam sido surpreendidas pelo músico, que teria os ameaçado e dito que divulgaria 'nudes' - fotos íntimas - da ex nas redes sociais. Na queixa, é apontado que algum tempo depois ele teria publicado as imagens em grupos do WhatsApp.

A mulher, ao ver tomar conhecimento, foi até a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso (DEDMCI), em Várzea Grande, e registrou denúncia contra o sertanejo. O caso foi transferido para a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM), em Cuiabá, por ser o local em que ocorreram os fatos.











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

arabe  14.07.19 13h07
senao me engano esse local é restrito como podem liberar esta foto? (ih acho que nao vao publicar meu comentario)

Responder

0
0
MARIA TAQUARA  13.07.19 11h40
preguiçoso, nos meus 21 anos eu já tinha meu diploma de curso superior.... se estivesse estudando não teria tempo para infantilidades criminosas

Responder

4
0

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER